PUBLICIDADE
Logo do

Flamengo

Meu time

Gabigol iguala maior jejum de gols pelo Flamengo

No empate com o Athletico, atacante chegou a sete partidas pelo Rubro-Negro sem ir às redes e deixou o campo com dores

21 out 2021 00h34
| atualizado às 07h18
ver comentários
Publicidade

Em um jogo de emoções até o minuto derradeiro, o Flamengo ficou no empate em 2 a 2 com o Athletico-PR, na Arena da Baixada, pela ida das semifinais da Copa do Brasil. Sem marcar, Gabigol viveu uma noite para esquecer, nesta quarta-feira, já que igualou o seu maior jejum de gols pelo clube e ainda deixou o gramado com dores no pé direito após dividida com Nico Hernández.

Gabigol jogou cerca de 70 minutos (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Gabigol jogou cerca de 70 minutos (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)
Foto: Lance!

Dessa vez, Gabi não jogou os 90 minutos. Saiu aos 22 da etapa final depois de desabar no gramado, sem resistir às dores, e ser substituído por Pedro. Sem ir à rede, o camisa 9 chegou a sete partidas sem marcar.

A sequência de seca é similar à do ano passado, quando passou em branco diante das seguintes equipes: Bangu, Volta Redonda, Fluminense (em dois jogos seguidos), Atlético-MG, Atlético-GO e Coritiba.

O atual jejum, que tem compromissos pela Seleção Brasileira no meio, passou pelos confrontos contra os seguintes clubes: Grêmio (em dois jogos seguidos), Barcelona-EQU (em dois jogos seguidos), Athletico-PR, Cuiabá - o único em que o Fla não venceu - e Athletico (hoje).

Mesmo com o período de baixa, Gabigol é o artilheiro do Flamengo na temporada, com 27 gols marcados (em 34 partidas). Esta semana, inclusive, o camisa 9 respondeu a um torcedor que o havia cornetado nas redes sociais.

O Flamengo ainda não divulgou o local exato das dores de Gabigol e se ele será reavaliado na reapresentação do elenco. E é bom destacar que o próximo compromisso do clube será já neste sábado, diante do Fluminense, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Já a partida de volta das semi da Copa do Brasil, diante do Athletico, será na quarta-feira que vem, no Maracanã - é bom lembrar que não há o critério do gol qualificado no torneio de mata-mata.

Lance!
Publicidade
Publicidade