1 evento ao vivo

Clubes manifestam pesar com morte do jornalista Ricardo Boechat

11 fev 2019
18h17
atualizado às 18h17
  • separator
  • 0
  • comentários

Flamengo, América-MG e Portuguesa, clubes do coração de Ricardo Boechat, prestaram homenagens ao jornalista que morreu nesta segunda-feira, aos 66 anos, em um acidente de helicóptero na Rodovia Anhanguera, em São Paulo. Além das três equipes, o Santos também manifestou pesar com o caso.

O Flamengo, inclusive, foi assunto de Boechat horas antes da tragédia, durante seu programa na rádio BandNews FM. Após uma palestra em Campinas, o jornalista retornaria à capital paulista, sede da Bandeirantes, quando o helicóptero caiu, chocando-se com a traseira de um caminhão. O motorista foi salvo por uma testemunha do acidente, mas o piloto da aeronave, Ronaldo Quattrucci, também faleceu.

"Que o Flamengo não fique distante das investigações nas quais figura como responsável inicial. Ele precisa ser chamado a explicar, a indenizar, reparar os danos a tantas famílias. No futebol, está cheio de gente marcando pênalti, mas pouco juiz aplicando punição máxima", disse o jornalista no ar, referindo-se à tragédia no Ninho do Urubu.

O América-MG relembrou em suas redes sociais a ocasião em que Boechat apresentou seu programa ao vivo do Mercado Central de Belo Horizonte, e recebeu uma camisa oficial do Coelho, mascote do clube. A Lusa, mais um clube que tinha a admiração do profissional, também se manifestou com imagens do jornalista usando a camisa da equipe na redação da Bandeirantes.

Boechat era apresentador do Jornal da Band, da rádio Band News FM e colunista da revista Isto É. Ele trabalhou nos jornais O Globo, O Dia, O Estado de S. Paulo e Jornal do Brasil.

Na década de 1990, teve uma coluna diária no Bom Dia Brasil, na TV Globo, e trabalhou no Jornal da Globo. Foi ainda diretor de jornalismo da Band e teve passagem pelo SBT. Ele é o único jornalista a vencer o Prêmio Comunique-se em três categorias diferentes (Âncora de Rádio, Colunista de Notícia e Âncora de TV).

Ricardo Boechat nasceu em 3 de julho de 1952, em Buenos Aires, quando o pai estava a serviço do Ministério das Relações Exteriores da Argentina. Ele deixa a mulher Veruska e seis filhos.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade