PUBLICIDADE
Logo do

Flamengo

Favoritar Time

Auxiliar do Flamengo rasga elogios a Andreas após vitória na Libertadores: 'Entendimento de jogo fantástico'

O contrato de empréstimo do meio-campista com o Rubro-Negro expira nesta quinta-feira; a tendência é de que ele retorne ao Manchester United

30 jun 2022 - 00h51
(atualizado às 01h41)
Ver comentários
Publicidade

Um dos temas da coletiva do auxiliar técnico Lucas Silvestre após a vitória do Flamengo por 1 a 0 sobre o Tolima, nesta quarta-feira, pelo jogo de ida das oitavas da Libertadores, foi Andreas Pereira. O volante tem contrato apenas até o dia 30 de junho e não deve ficar no Rubro-Negro para a sequência da temporada. Nesse sentido, Silvestre rasgou elogios a ele, mas destacou que o futuro do meio-campista é um assunto que está sendo resolvido pela diretoria.

- É até difícil a gente falar. O Andreas é um dos grandes profissionais que eu trabalhei. Não é porque ele está do meu lado aqui (que estou falando isso). Tecnicamente, taticamente com um entendimento de jogo fantástico.

- É um assunto que a diretoria está resolvendo, espero que se solucione o mais rápido possível, porque é um jogador fundamental para nós. Tem uma importância não só dentro de campo, mas também fora de campo. A gente espera ainda poder contar com ele e que isso se resolva o mais rápido possível.

Jogadores comemoram gol marcado por Andreas (Foto: Daniel MUNOZ / AFP)
Jogadores comemoram gol marcado por Andreas (Foto: Daniel MUNOZ / AFP)
Foto: Lance!

Lucas Silvestre também elogiou o sistema defensivo do Flamengo na partida desta noite. O auxiliar afirmou que o grupo já sabia da dificuldade que encontraria diante do Tolima, classificou a atuação da dupla de zaga como "acima da média" e destacou a importância do resultado conquistado.

- Hoje, a gente sofreu bastante, mas soube sofrer. Sabíamos da dificuldade que seria esse jogo, sabíamos da dificuldade que o adversário nos proporcionaria. Tanto o David quanto o Léo fizeram uma partida acima da média, Filipe (Luís) muito bem também. Depois, o pessoal que entrou deu uma sustentação muito boa.

- A gente esperava que a gente fosse ter alguma dificuldade, mas é uma partida de Libertadores. A gente não está jogando qualquer jogo, estamos jogando jogo de Libertadores. Então, em alguns momentos, principalmente nesses jogos fora de casa, a gente vai sofrer. E a importância de você saber sofrer e conseguir construir seu resultado... é isso que deixa para gente aquele gostinho de que o resultado foi muito importante.

O auxiliar também falou sobre a sequência de jogos do Flamengo em um curto período de tempo desde a chegada da comissão de Dorival Júnior. O Rubro-Negro, por exemplo, já tem compromisso contra o Santos neste sábado, às 19h, pelo Brasileirão.

- A gente chegou num campeonato em andamento, jogando quarta e domingo. E a gente, nos poucos períodos de treinamentos, tem corrigido muito mais os problemas macros que enxergamos da equipe e alguns problemas micro vamos deixando pra um momento em que consigamos trabalhar. Infelizmente, neste momento, a gente está aproveitando qualquer situação que tenhamos para poder trabalhar a equipe.

- Às vezes na reapresentação, às vezes no segundo dia pós-jogo que a gente teria que dar uma tirada de pé para os atletas se recuperarem ainda, estamos tendo que trabalhar um pouco mais. Então, quando tivermos mais tempo para trabalhar, vamos conseguir dar muito mais a nossa cara para a equipe. Acho que estamos construindo muito bem isso. Os resultados são muito importantes para que dê consistência também, e eu creio que, com um pouco mais de tempo para trabalhar, essa equipe vai ficar muito mais com a nossa cara.

Em tempo: o jogo da volta entre Flamengo e Tolima acontece na próxima quarta-feira, às 21h30, no Maracanã. O LANCE! acompanha tudo em tempo real.

Lance!
Publicidade
Publicidade