2 eventos ao vivo

Thiago leva mais um bronze; Franlkin fecha com seis ouros

4 ago 2013
16h46
atualizado às 17h43

O brasileiro Thiago Pereira conquistou sua segunda medalha de bronze no Mundial de Esportes Aquáticos Barcelona, ao chegar em terceiro da prova dos 200 medley neste domingo, no último dia de competições do Palau Sant Jordi.

O grande nome da competição foi a americana Missy Franklin, de apenas 18 anos, encerrou sua participação com nada menos de seis medalhas de ouro, tornando-se a mulher mais vitoriosa da história em uma única edição do Mundial.

A sexta veio na última prova disputada neste domingo, o revezamento 4x100 m medley, que venceu com a equipe dos Estados Unidos.

Ela deixa para trás a australiana Libby Trickett, que conquistou cinco títulos 'em casa' em Melbourne-2007. No masculino, o recordista é o lendário Michael Phelps, que faturou sete medalhas de ouro em Melbourne, um ano antes de conquistar oito títulos olímpicos nos Jogos de Pequim-2008.

Com o segundo bronze de Thiago, o Brasil encerra sua participação ao Mundial de Esportes Aquáticos de Barcelona no oitavo lugar do quadro de medalhas com dez pódios (3 ouros, 2 pratas e 5 bronzes), o maior total da sua história.

Cinco dessas medalhas foram conquistadas em provas de natação em piscina e outras cinco na maratona aquática.

O pódio deste domingo era inesperado, já que Thiago não pretendia disputar os 400 m medley inicialmente, apesar de ter conquistado a medalha de prata nessa modalidade nos Jogos de Londres-2012. Na quinta-feira, já tinha levado o bronze nos 200 m medley.

No entanto, ele acabou sendo convencido a cair novamente na piscina pelo técnico Alberto Silva, o Albertinho, e pelo apelo dos fãs em redes sociais, que criaram a campanha #nadathiago no Twitter.

"Estou muito feliz com meu tempo, não esperava nadar na casa dos 4:09 (nadou em 4:09.48). Não treinei muito nos 400 m medley, que é uma prova muito dura, mas valeu muito voltar à piscina hoje (domingo)", comentou o brasileiro, que ficou somente atrás de pelo japonês Daiya Sato, que levou o ouro em 4:08.6, e pelo americano Chase Kalisz, prata em 4:09.22.

Outro brasileiro teve chance de medalha neste domingo, mas não teve a mesma sorte. Daniel Orzechowski, que tinha se classificado para a final dos 50 m costas com o quarto melhor tempo entre os semifinalistas, ficou fora do pódio, chegando apenas na sexta posição.

Houve dobradinha francesa nesta prova, com o ouro de Camille Lacourt e a prata de Jérémy Stravius, que ficou empatado com o americano Matt Grevers.

A França também se consagrou no revezamento 4x100 medley, apesar de ter chegado apenas em segundo lugar, já que a equipe dos Estados Unidos, que bateu em primeiro, acabou sendo desclassificada.

O jovem americano Kevin Cordes, de apenas 19 anos, segundo revezador da sua equipe, caiu na piscina quatro centésimos antes da batida de Matt Grevers nos primeiros 100 m.

Quinze minutos depois da desilusão da equipe masculina, as mulheres americanas, lideradas por Missy Franklin, levaram o ouro no 4x100 m medley, superando a Austrália e a Rússia.

Franklin não foi a única a fazer história neste domingo. O chinês Sun Yang venceu a prova dos 1.500 m nado livre, conquistando assim a 'tríplice coroa' nas provas de fundo após ter triunfado nos 400 m e nos 800 m.

Sun, de apenas 21 anos, igualou o feito do australiano Grant Hackett, que tinha levado a melhor nestas três modalidades no Mundial de Montreal-2005.

Na prova dos 50 m peito, a Rússia Yuliya Efimova venceu seu duelo épico com a jovem lituana, Ruta Meilutyte, recordista mundial, que teve que se contentar com a prata. A americana Jessica Hardy ficou com o bronze.

Esta prova era uma das mais aguardadas do dia, já que o recorde mundial tinha sido batido duas vezes no sábado.

Na sessão matutina, Efimova estabeleceu a melhor marca da história até então ao nadar a prova em 29 segundos e 78 centésimos. À noite, foi a vez de Meilutyte, de apenas 16 anos, quebrar novamente o recorde nas semifinais, com o tempo incrível de 29.48.

Na final, não houve outro recorde, mas a russa deu o troco na rival ao superá-la por apenas sete centésimos, em 29.52.

Ambas já haviam conquistado um título em Barcelona, Efimova nos 200 m peito e Meilutyte nos 50 m.

Nos 50 m nado livre feminino, a holandesa Ranomi Kromowidjojo, atual campeã olímpica da modalidade, confirmou o favoritismo ao conquistar a medalha de ouro.

Nos 400 m medley, a húngara Katinka Hosszu sagrou-se bicampeã mundial, após ter conquistado um primeiro título em Roma-2009.

Resultados deste domingo no Mundial de Barcelona:

(C. Lacourt, G. Perez-Dortona, J. Stravius, F. Gilot)

(A. Delaney, C. Sprenger, T. D'Orsogna, J. Magnussen)

(R. Irie, K. Kitajima, T. Fujii, S. Shioura)

(V. Morozov, K. Strelnikov, E. Korotyshkin, A. Grechin)

(F. Wolf, H. Feldwehr, P. Heintz, S. Deibler)

(M. Di Tora, F. Scozzoli, M. Rivolta, M. Orsi)

(L. Cseh, D. Gyurta, B. Pulai, K. Takacs)

(M. Grevers, K. Cordes, R. Lochte, N. Adrian)

(M. Franklin, J. Hardy, D. Vollmer, M. Romano)

(E. Seebohm, S. Foster, A. Coutts, C. Campbell)

(D. Ustinova, Y. Efimova, S. Chimrova, V. Popova)

(A. Terakawa, S. Suzuki, N. Hoshi, H. Ueda)

(L. Quigley, S. Allen, J. Lowe, F. Halsall)

(H. Caldwell, M. McCabe, K. Savard, C. Van Landeghem)

(L. Graf, C. Ruhnau, A. Wenk, B. Steffen)

AFP Todos os direitos de reprodução e representação reservados. 
publicidade