1 evento ao vivo

No meio do caminho tinha um goleiro

No domingão dos pênaltis, Akinfeev classifica Rússia e Subacic dá vaga para Croácia

1 jul 2018
18h27
  • separator
  • comentários

No meio do caminho tinha um goleiro. Tinha um goleiro no meio do caminho.

Duas decisões nos pênaltis e mais um campeão do mundo ficou pelo caminho, a Espanha.

Igor Akinfeev é festejado por russos após pegar duas cobranças
Igor Akinfeev é festejado por russos após pegar duas cobranças
Foto: Getty Images

E se favorito não existe na Rússia, então tudo é permitido. Russos, croatas, colombianos, suíços, suecos e até os japoneses ainda podem sonhar com o título. Enquanto isso, os apostadores da tradição, futebol e prognóstico continuam errando palpite atrás de palpite.

A Espanha entrou com a certeza de que se classificaria na hora que quisesse. Com um gol contra marcado aos 11 minutos pelo zagueiro russo Ignashevich, tratou de cozinhar a seleção anfitriã com uma posse de bola três vezes maior do que a do rival.

Mas não era aquele tic tac que encantou e que levou os espanhóis a conquistarem a Copa de 2010. A versão atual dava um sono danado até que em um escanteio batido pelos russos, Piqué esticou o bração na área. Pênalti que Dzyuba bateu para empatar, aos 41.

Os russos continuaram se defendendo, enquanto os espanhóis quase marcaram em um chutaço de Iniesta, mas o goleirão Akinfeev fez uma grande defesa.

Na prorrogação, a Espanha se esforçou um pouco mais e chegou a pedir um pênalti que o VAR não confirmou no ouvidinho do juiz. As penalidades definiriam quem passaria para as quartas de final.

Com duas defesas, a última com a perna, Akinfeev colocou os russos entre os oito melhores da Copa e com chances de virar semifinalista. Quem diria! Os próximos rivais serão os invictos croatas.

Danijel Subasic foi o nome da classificação croata: 3 defesas em 5 pênaltis batidos
Danijel Subasic foi o nome da classificação croata: 3 defesas em 5 pênaltis batidos
Foto: Reuters

Croácia e Dinamarca começaram a partida em um ritmo alucinante. Com pouco mais de um minuto de jogo, Knudsen bateu lateral dentro da área, Delaney dominou e a bola sobrou para Jorgensen abrir o placar para os dinamarqueses.

A resposta croata veio em menos de três minutos. Mandzukic aproveitou a sobra na área para empatar a partida.

Aí o jogo ficou mais lento, mas as duas equipes criaram chances para vencer no tempo normal e também na prorrogação. Na melhor delas, Modric viu o goleirão Schemeichel defender o pênalti, aos 11 minutos do segundo tempo.

O rival russo também seria conhecido nos pênaltis e os goleirões roubaram a cena. Melhor para Subacic, que defendeu três cobranças. Schemeichel pegou duas e a Croácia segue na Copa do Mundo.

Segundona tem Brasil x México e Bélgica x Japão. Será que brasileiros e belgas confirmarão o favoritismo? Será que vai ter mais pênaltis? Haja coração!

 

Fonte: Blog A Copa no sofá   

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade