0

Morata vibra com volta à seleção espanhola após "doída" ausência na Copa

4 set 2018
15h41
atualizado às 18h34
  • separator
  • comentários

Frustrante é a palavra que define a primeira temporada de Álvaro Morata no Chelsea, clube que o tirou do Real Madrid por cerca de 70 milhões de libras (R$ 287 milhões na cotação da época) em julho de 2017. O começo até foi animador, mas o atacante acabou sofrendo uma queda de desempenho, a qual culminou em sua ausência na convocação do então técnico da Espanha Julen Lopetegui para a Copa do Mundo da Rússia.

Contudo, seu nome voltou a aparecer nas convocatórias da Fúria, logo na primeira lista após o Mundial, já a serviço do novo comandante Luís Henrique, algo que é motivo de muita vibração por parte do camisa nove.

"Sinto como se fosse a primeira vez (que está sendo convocado). Ontem eu estava nervoso, cheguei uma hora e meia antes (do horário marcado para a apresentação dos atletas)", revelou, em coletiva de imprensa nesta terça-feira. "Algumas vezes eu deixei de valorizar estar aqui. Às vezes não pensa em cada partida que você joga com a seleção, até que você é obrigado a assisti-las de casa", completou.

Pela ausência na Copa do Mundo da Rússia, Morata admite ter vivido dias difíceis. O atacante fazia parte das convocatórias de Lopetegui até os últimos amistosos da seleção espanhola. Na lista final, entretanto, não esteve presente, o que se tornou motivo de muita dor ao longo deste verão europeu.

"Foi doído, um momento duro. Foi difícil porque eu esperava ir (a Rússia). Vou fazer todo o possível para estar presente no próximo. Não guardo rancor de Lopetegui. Foi opção dele e tampouco fiz minha melhor temporada. Eu o desejo o melhor, ainda mais agora que está no Real Madrid", recordou.

O retorno a La Roja é apenas uma das mudanças pelas quais o jogador de 25 anos de idade passou nesta transição de temporada. O espanhol também se tornou pai pela segunda vez, viu o Chelsea trocar de treinador (com Maurizio Sarri entrando no lugar de Antonio Conte) e ganhou novas perspectivas para a carreira. Fatores estes considerados de extrema importância para que ele reencontre sua melhor forma dentro de campo.

Com o 'renovado' Morata, a Espanha fará suas duas primeiras apresentações após o Mundial, no qual acabou eliminada pela anfitriã Rússia já nas quartas de final. Pela Liga das Nações da Uefa, a Fúria enfrenta Inglaterra e Croácia, nos dias oito e 11 deste mês, respectivamente. O torneio conta com os 55 países membros da entidade maior do futebol europeu e vale vaga na Euro 2022.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade