PUBLICIDADE

"Deficiência não nos torna incapaz", diz filha de Romário

Ex-jogador trocou farpas com Milton Ribeiro, que disse que a inclusão de crianças com necessidades especiais "atrapalha" o aprendizado de alunos sem a mesma condição

18 ago 2021 13h28
| atualizado em 25/8/2021 às 10h15
ver comentários
Publicidade

A jovem Ivy, de 16 anos, filha com síndrome de down do ex-jogador e senador Romário, publicou uma carta em que se diz 'muito triste' com o ministro da Educação Milton Ribeiro, que disse em entrevista à TV Brasil que a inclusão de crianças com necessidades especiais "atrapalha" o aprendizado de alunos sem a mesma condição.

Ivy motivou Romário a entrar para a política | Reprodução/Instagram
Ivy motivou Romário a entrar para a política | Reprodução/Instagram
Foto: Lance!

"Seu ministro da Educação, aqui é a Ivy. Eu estou muito triste com Sr. Sabe, eu tenho síndrome de down, sou uma pessoa com deficiência, e sou estudante. Estudo para ter um futuro e ajudar o meu país. Eu não atrapalho ninguém. Frequento uma escola regular, onde há jovens com e sem deficiência. Cada um aprende no seu tempo, ninguém é igual', disse a jovem.

"A minha presença e a de outras pessoas com deficiência não é ruim, muito pelo contrário, desde a escola, meus coleguinhas aprendem uma lição que parece que o Sr. não teve a oportunidade de aprender: a diversidade faz parte da natureza humana e isso é uma riqueza. A fala do senhor revela muita falta de educação. Como pode achar que a deficiência torna alguém incapaz de estudar? A deficiência não nos torna incapaz de nada, basta que tenhamos oportunidade", completou Ivy.

Romário vem trocando farpas com o ministro após o comentário feito no dia 9 de agosto. O senador chegou a chamar o chefe da pasta da educação de 'completo idiota'. Depois, ironizou uma mensagem em que o ministro comete um erro de português ao questionar a forma como Romário se referiu a ele.

Após deixar o futebol, Romário entrou para a política tendo como principal bandeira a inclusão e os direitos das crianças e adultos com deficiência. O ex-jogador decidiu abraçar a causa após o nascimento de Ivy, que agora tem 16 anos.

Lance!
Publicidade
Publicidade