PUBLICIDADE
Logo do

Cruzeiro

Meu time

Moreno dispara contra árbitro de Cruzeiro x Operário e cita agressão contra Tardelli

16 set 2021 21h41
| atualizado às 21h41
ver comentários
Publicidade

O empate de 1 a 1 entre Cruzeiro e Operário, pela Série B do Campeonato Brasileiro, terminou em muita confusão na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. Isso porque Marcelo Moreno chegou a marcar o segundo gol da Raposa no último lance, mas o árbitro anulou o tento, revoltando os cruzeirenses.

Logo após o apito final, o centroavante disparou contra Rodrigo Dalonso Ferreira e citou o caso envolvendo Diego Tardelli, do Santos, que foi vitima de uma emboscada armada por torcedores alvinegros na última terça-feira.

"É uma alegria que dura pouco. A gente não pode sofrer isso aqui, dentro da nossa casa. Mandar qualquer juiz desse para apitar o jogo, Cruzeiro querendo subir. Todo mundo se doando, e ele fazer uma coisa dessa. Isso não existe. A CBF tem que olhar isso. A gente dá a alma, depois sai e é cobrado. Aconteceu com o Tardelli em São Paulo. Não pode sair na rua, nossa família está em risco por causa dele. Ele sai escoltado por que? A gente é bandido? A gente fez um grande jogo, mas assim é impossível ganhar assim. Deu um pênalti contra, anula um gol que ia nos ajudar na classificação. Como a gente faz agora?", desabafou ao SporTV.

Com a igualdade, a equipe do técnico Vanderlei Luxemburgo desperdiçou a chance de pegar o elevador na tabela de classificação e ficou apenas em 12º, com 30 pontos.

O Cruzeiro volta a campo agora neste domingo, às 16 horas (de Brasília, contra o Vasco, no Rio de Janeiro.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade