0

Henrique cobra mudança de postura para volta por cima do Cruzeiro

8 set 2019
13h50
atualizado em 9/9/2019 às 10h05
  • separator
  • 0
  • comentários

Não foi um bom dia para o Cruzeiro. Após uma eliminação no meio da semana, os comandados de Rogério Ceni levaram uma goleada do Grêmio diante da sua torcida pelo Campeonato Brasileiro e se veem em uma situação incômoda na tabela, a apenas três pontos da zona de rebaixamento.

Para o zagueiro Henrique, consolado pelos companheiros após o resultado, é hora de mudar a postura dentro de campo e sair daquilo que ele qualificou como "ficar apenas nas palavras".

"Depois de uma partida dessa, horrível nossa, de muitos erros novamente, nós ficamos revoltados com o resultado, porque não podemos aceitar isso. Vão se passando jogos e mais jogos, a gente vai sofrendo derrotas, a gente não pode ficar da forma que a gente está, aceitar essa situação", iniciou o jogador ao canal Premiere na saída do campo.

"Temos que ir para cima, focar, trabalhar, melhorar. Não podemos ficar só na palavra. A gente está só na palavra, mas as nossas atitudes dentro de campo não estão acontecendo. Então nós temos que rever primeiro para dentro da gente, depois olhar para o próximo. Dessa forma a gente vai conseguir sair (dessa situação)", concluiu.

Eliminados no meio da semana da Copa do Brasil, Cruzeiro e Grêmio trabalharam na quente manhã deste domingo, na Arena Independência, para acalmar suas torcidas. Foi o tricolor gaúcho quem conseguiu o feito, ao vencer e golear a equipe de Rogério Ceni por 4 a 1, com dois de Everton Cebolinha, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, a Raposa é apenas a 16ª colocada, com 18 pontos e a três do Fluminense, o primeiro na zona de rebaixamento. Esse foi o quinto jogo de Ceni no comando e ele soma duas vitórias, um empate e duas derrotas. Na próxima rodada, o Cruzeiro reencontra seu ex-técnico Mano Menezes na partida contra o Palmeiras, no sábado, no Allianz Parque, às 19h (de Brasília).

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade