1 evento ao vivo

Edílson cutuca diretoria do Cruzeiro e pede para torcedores acreditarem até o fim

Lateral diz que há muita coisa errada no time mineiro nesta temporada

5 dez 2019
22h47
atualizado às 22h47
  • separator
  • 0
  • comentários

O Cruzeiro não depende apenas das suas forças para evitar o histórico e inédito rebaixamento no Campeonato Brasileiro. O clube mineiro foi derrotado nesta quinta-feira pelo Grêmio por 2 a 0, em Porto Alegre, e se manteve na zona de rebaixamento. O lateral-direito Edílson, na saída do gramado, criticou a diretoria e os próprios jogadores, mas pediu para a torcida manter a confiança até o final.

"Muita coisa errada no Cruzeiro neste ano. Mas trabalhamos dia a dia, temos muita força. Podemos sair desta situação. Eles (torcedores) estão nesta situação por nossa causa, por tudo o que a diretoria fez durante o ano. Quero que eles acreditem porque podemos sair desta situação", comentou o experiente jogador.

O Cruzeiro abre a zona de rebaixamento, no 17.º lugar, com 36 pontos e, além de vencer o Palmeiras no Mineirão, vai precisar secar o Ceará contra o Botafogo. Os cearenses somam 38 pontos, em 16.º. "(O Cruzeiro) Deixou para o último jogo. A gente acredita, o torcedor acredita, nós acreditamos. Nesse momento, pedimos que o torcedor acredite em nós. Temos um último jogo. Depois eles podem vaiar e fazer o que quiser", completou Edílson.

Esta foi a quarta derrota seguida do time mineiro e o oitavo jogo sem vitória no Brasileirão. O zagueiro Cacá entende que a situação não é nada fácil, mas também mostra confiança. "Foi um jogo muito difícil. Tivemos oportunidades, mas não soubemos aproveitar. Ainda não acabou. Temos chance. É levantar a cabeça. Vai ser mais uma final. Manter o foco. Concentrar esses dias e buscar a vitória. Não tem outro jeito. Só nos interessa a vitória. Está difícil, mas temos que sair dessa", apontou o defensor.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade