0

Cruzeiro perde para a Caldense e tropeça pela 2ª vez no início do Mineiro

Amarildo, logo no começo do jogo no Mineirão, fez o gol da vitória da equipe visitante

4 mar 2021
00h09
atualizado às 00h10
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Cruzeiro voltou a tropeçar no Campeonato Mineiro. Após empatar com o Uberlândia na estreia, o time levou um gol no início e perdeu para a Caldense por 1 a 0, em duelo disputado no Mineirão e válido pela segunda rodada. Assim, ampliou o início ruim no torneio estadual e do trabalho do técnico Felipe Conceição, contratado para dirigir a equipe na temporada 2021.

Nesta quarta-feira, o Cruzeiro sofreu com a velocidade da equipe de Poços de Caldas no primeiro tempo, quando levou um gol e poderia até ter sido vazado em outros lances. E quando buscou pressionar o adversário, criou poucas chances de gol, o que deixou a Caldense confortável na partida, mesmo com os mais de 10 minutos de acréscimo do segundo tempo.

O tropeço no primeiro jogo no Mineirão em 2021 revive no Cruzeiro as lembranças do péssimo desempenho como mandante na Série B de 2020, com só 6 vitórias em 19 jogos e a 16.ª campanha entre 20 participantes.

Assim, o Cruzeiro está com apenas um ponto, na nona colocação do Mineiro. Já a Caldense chegou aos 4, na segunda colocação. O próximo compromisso do Cruzeiro no Estadual será no sábado, quando vai visitar a URT no Zama Maciel. No mesmo dia, no Ronaldão, a Caldense receberá o Patrocinense, no Ronaldão.

O Cruzeiro sofreu no movimentado primeiro tempo diante da Caldense, que apostava na velocidade dos seus jogadores para ameaçar e aproveitava os erros da equipe da casa. Assim, logo aos nove minutos, abriu o placar no Mineirão. Na intermediária, Marcinho perdeu a bola na intermediária e o time visitante se lançou em contra-ataque. Bruno Oliveira lançou Amarildo, ele avançou em velocidade, deixando Ramon e chutou na saída de Fábio: 1 a 0.

Com mais posse de bola, o Cruzeiro tentou responder aos 17, quando o cabeceio de Ramon, da marca do pênalti, passou muito perto da trave. Outra chance veio aos 27, quando Morais evitou a finalização de Pottker após cruzamento de Matheus Barbosa, em uma das poucas boas jogadas coletivas do time no primeiro tempo.

Porém, o Cruzeiro dava muitos espaços em seu sistema defensivo. A Caldense aproveitava e tentava arriscar ao gol sempre que podia, como aos 36 minutos, com Bruno Oliveira, que parou no travessão. Só que o Cruzeiro também teve chances, no fim, com Pottker e Manoel. Mas não as aproveitou, indo ao intervalo em desvantagem.

O segundo tempo foi disputado em ritmo mais lento. Antes ousada nos contra-ataques, a Caldense optou por praticamente só se defender e conseguiu travar o Cruzeiro, que foi conseguir chegar com perigo somente aos 24 minutos, em disparo de Thiago, para fora, após girar sobre a marcação. Sobis também assustou aos 29, mas parou no goleiro João Paulo.

Mas o Cruzeiro, embora bastante presente no campo de ataque, mal conseguia finalizar, facilitando a intenção da Caldense de segurar o placar favorável. Foi assim aos 46, quando Verrone cortou um cruzamento de Thiago, que tinha Airton como destino. Esse tipo de lance se repetiria algumas vezes, em um deles com Manoel buscando Pottker, mas sem sucesso.

Com 11 minutos de acréscimos, o Cruzeiro ainda teve duas chances no fim, mas perdeu ambas, com Ramon e Thiago. Ao apito final, uma confusão se iniciou após Denis mandar beijos para o banco do Cruzeiro. Foi expulso, assim como Felipe Augusto.

O Cruzeiro enfrentou a Caldense com: Fábio; Raúl Cáceres, Manoel, Ramón e Alan Ruschel (Matheus Pereira); Matheus Neris (Adriano), Matheus Barbosa (Thiago) e Marcinho (Claudinho); Pottker, Felipe Augusto (Airton) e Sóbis.

OUTROS JOGOS

O Mineiro teve outros quatro jogos nesta quarta-feira: Boa 0 x 0 Pouso Alegre, Coimbra 0 x 1 Patrocinense, Athletic 0 x 1 América e URT 1 x 0 Uberlândia. A segunda rodada será completada nesta quinta-feira, às 21 horas, com o duelo Tombense x Atlético.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade