0

'Cruzeiro nunca caiu e não vai ser com a gente que vai cair', garante Egídio

Lateral-esquerdo confia na permanência da equipe na Série A do Brasileirão

8 out 2019
21h26
atualizado às 21h26
  • separator
  • 0
  • comentários

O Cruzeiro é um dos poucos clubes que jamais foram rebaixados para a Série B do Campeonato Brasileiro (Flamengo, Santos, São Paulo, Internacional e Chapecoense são os outros) e, de acordo com o lateral-esquerdo Egídio, essa história não vai mudar tão cedo. Apesar de a situação do time mineiro na competição ser péssima, o jogador diz ter certeza de que a equipe permanecerá na elite para a temporada de 2020.

Egídio faz parte de um grupo de jogadores que ganhou muitos títulos pelo Cruzeiro e que agora luta para tirar a equipe da zona de rebaixamento do Brasileirão. E ele está seguro de que a equipe vai começar a dar a volta por cima na partida desta quarta-feira, contra o Fluminense, às 21h30, no Mineirão.

"De tantas glórias e conquistas que nós tivemos no Cruzeiro, nós não vamos deixar, de jeito nenhum, isso acontecer (o rebaixamento)", disse Egídio, em entrevista coletiva nesta terça-feira. "O Cruzeiro nunca caiu e não vai ser com a gente que vai cair. Tenho certeza disso", completou o atleta.

Para o jogador, a situação que o Cruzeiro vive na competição nacional (é o 18º colocado, com apenas 20 pontos em 23 jogos) obriga os jogadores a encararem o duelo contra o Fluminense como uma final de campeonato. O time carioca também faz uma campanha ruim, mas no momento está cinco pontos à frente dos mineiros na classificação.

"Será uma decisão realmente, principalmente pelo momento que nós vivemos no Campeonato Brasileiro. Já enfrentamos o Fluminense antes, mas agora é uma outra história. Temos de nos dedicar ao máximo, pois será uma decisão e o Cruzeiro é forte em decisões. Se Deus quiser vamos conquistar a vitória e encostar no Fluminense", falou o jogador.

O técnico Abel Braga, que fará nesta quarta seu terceiro jogo no comando da equipe mineira, terá três desfalques contra o Fluminense: Orejuela, que está a serviço da seleção da Colômbia, Cacá e Thiago Neves, ambos suspensos. Abel ainda não escolheu os substitutos dos três jogadores.

O treinador liberou a presença dos jornalistas apenas na parte do aquecimento do treino que o time realizou na tarde desta terça-feira e fechou o restante da atividade. Uma provável escalação da equipe para o jogo desta quarta é a seguinte: Fábio; Edilson, Dedé, Fabrício Bruno e Egídio; Henrique e Jadson; Pedro Rocha (Marquinhos Gabriel), Robinho e David; Fred.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade