PUBLICIDADE
Logo do

Cruzeiro

Meu time

Cruzeiro anuncia a demissão do diretor de futebol Rodrigo Pastana

4 out 2021 22h44
| atualizado às 22h44
ver comentários
Publicidade

Após uma reunião realizada nesta segunda-feira, a diretoria do Cruzeiro decidiu demitir o diretor executivo de futebol Rodrigo Pastana. O dirigente foi contratado em junho deste ano, com o objetivo de ajudar a Raposa a subir para a Série A do Brasileirão.

"A reconstrução de um clube da grandeza do Cruzeiro é feita por pequenas etapas, e fico feliz por ter ajudado com algumas delas, como a recuperação de atletas que não estavam sendo aproveitados, e cito os exemplos do Thiago e o Nonoca. Fico feliz por ter tido a oportunidade de trabalhar em um clube tão gigante quanto o Cruzeiro, que tem uma grande torcida, uma bela história e grandes profissionais", disse Pastana.

"Mesmo neste curto período, conseguimos recuperar alguns atletas como o Marcinho e o Brock, que estavam afastados ou fora dos planos, de trazer de volta o Giovanni, que já havia deixado o Clube, conseguir reforçar o elenco com atletas como o Wellington Nem, Rhodolfo, Norberto, e ainda recuperar ativos como Airton e Stênio. Sem falar no orgulho de trabalhar com atletas como Sóbis, Fábio, Cáceres e Ariel, entre outros tantos que não citei. Mesmo em um momento difícil financeiramente para o clube tentei fazer o melhor. Fica aqui meu agradecimento e minha torcida para que o Cruzeiro retorne ao seu caminho de glórias", completou.

O presidente do Cruzeiro, Sérgio Santos Rodrigues, agradeceu ao ex-diretor pelos quase quatro meses de serviços prestados ao clube mineiro.

"Agradecemos ao Pastana pelo profissionalismo e dedicação neste período em que ele desempenhou suas funções aqui no Cruzeiro. Desejamos sorte para ele em seus projetos futuros", comentou.

Rodrigo Pastana se notabilizou por ajudar diversas equipes a subirem de divisão no Campeonato Brasileiro, como o Grêmio Barueri, em 2011, Criciúma, em 2012, Figueirense, em 2013, Guarani, em 2016, Paraná, em 2017, e Coritiba, em 2019.

Ele deixa o Cruzeiro na 12ª colocação da Série B do Nacional, com 35 pontos, 13 a menos que o Goiás, primeiro time dentro do G4.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade