PUBLICIDADE

Com time misto, CRB vence Sampaio Corrêa fora de casa e entra no G-4 da Série B

Galo teve início alucinante, mas viu a Bolívia Querida buscar o empate; estreante, Jajá decidiu o jogo para os alagoanos

25 jul 2021 22h28
| atualizado às 22h28
ver comentários
Publicidade

No noite deste domingo (25), o CRB foi até o estado do Maranhão e, mesmo com o time misto, bateu o Sampaio Corrêa, por 3 a 2. O Galo abriu dois gols de diferença logo no início do duelo, mas viu a Bolívia Querida buscar o empate. Contudo, Jajá, estreante da noite, decidiu o confronto. Com a vitória, o time alagoano voltou ao G-4, enquanto os maranhenses chegara à quinta partida seguida sem vencer.

Agora, as equipes voltam a campo por competições diferentes. Na próxima quinta-feira (29), o CRB visita o Fortaleza, às 16h30, em confronto válido pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Por sua vez, o Sampaio Corrêa só volta a atuar no sábado (31), às 19h, fora de casa, contra o Brasil de Pelotas, pela Série B.

Emerson em chamas

O começo de jogo foi todo de Emerson, jovem atacante do CRB. Logo no primeiro minuto, o camisa 11 roubou a bola de Luiz Gustavo, invadiu a área e bateu no ângulo esquerdo de Mota, que nada pôde fazer.

Já aos 8 minutos, Emerson recebeu lançamento preciso de Claudinei. Em velocidade ao invadir a área, o atacante foi derrubado por Luiz Gustavo e a penalidade foi marcada. Na cobrança, Wesley mandou no canto direito de Mota, que até caiu para o lado certo, mas não conseguiu defender.

Sampaio Corrêa tenta impor ritmo

Depois dos dois gols em 10 minutos de bola rolando, o CRB abaixou suas linhas e ficou à espreita, esperando eventuais contra-ataques em velocidade, principalmente com Emerson e Ewandro pelas laterais do campo.

Por sua vez, o Sampaio Corrêa começou a sair para o jogo com tudo, buscando diminuir o prejuízo. Depois dos dois erros nos lances dos gols, Luiz Gustavo deu lugar a Watson, que entrou para colocar fogo no lado direito. Contudo, mesmo com a velocidade do substituto, a Bolívia Querida chegou duas vezes na bola aérea, mas sem sucesso.

Contando com a sorte para diminuir

Com problemas para infiltrar pelo chão, o Sampaio Corrêa conseguiu diminuir o jogo na bola parada. Aos 38 minutos, Ciel bateu falta próxima à área e contou com o desvio da barreira para ver o chute morrer no canto direito baixo de Diogo Silva, que só olhou.

Mesmo depois do gol sofrido, o CRB continuou controlando bem as ações adversárias e se fechando bem, evitando qualquer risco de empate antes da partida ir para o intervalo.

De bico também vale

A volta do intervalo mostrou duas equipes dividindo as ações no confronto. Usando bastante o lado direito, o Sampaio Corrêa tentou impor novamente o seu ritmo para conseguir o empate.

Usando-se da mesma arma que o CRB usou no 1° tempo, a Bolívia Querida chegou ao seu gol de empate com um vacilo defensivo do adversário. Claudinei errou na saída de bola, Ciel recuperou e deixou para Ferreira. O capitão avançou em direção à área e chutou de bico no canto esquerdo de Diogo Silva, deixando tudo igual.

Estreia em grande estilo

Logo depois do empate, o Sampaio Corrêa seguiu pressionando o CRB em seu campo defensivo. Assim, Felipinho recebeu pelo lado esquerdo e cruzou na cabeça de Ciel, que tentou tocar no canto oposto de Diogo Silva, mas exagerou e mandou para fora.

Quem não perdoou foi Jajá. Logo após entrar, o estreante da noite recebeu pelo lado direito da área, levou para o fundo, procurou o espaço e bateu firme, cruzado. Mota até tentou a defesa, mas não teve chances.

CRB administra e garante a vitória

Em vantagem novamente, o CRB passou a tomar conta do tempo e fazer com que a bola ficasse o mais longe possível da meta defendida por Diogo Silva. Contudo, o Galo não deixou de se fazer presente no campo de ataque.

Aos 30 minutos, Calyson recebeu lançamento e tocou por cima de Mota. A bola encobriu o goleiro, mas caiu fora da meta. Por outro lado, ensaboado, Jajá fez lance individual pela esquerda e deixou Calyson sem ninguém para só ampliar o marcador. Entretanto, o lance foi paralisado pelo impedimento. No mais, o Sampaio Corrêa tentou uma pressão no final, mas sem sucesso, fechando o placar em 3 a 2 para os visitantes.

FICHA TÉCNICA

SAMPAIO CORRÊA 2 X 3 CRB

Local: Castelão, em São Luís-MA

Data/horário: 25 de julho de 2021, às 20h30 (horário de Brasília)

Árbitro: Diego Pombo Lopez (BA)

Assistentes: Edevan de Oliveira Pereira (BA) e Jose Carlos Oliveira dos Santos (BA)

Gols: Emerson (1'/1°T) (0-1), Wesley (9'/1°T) (0-2), Ciel (38'/1°T) (1-2), Ferreira (6'/2°T) (2-2), Jajá (17'/2°T) (2-3)

Cartões Amarelos: Alexandre (CRB), Watson (Sampaio Corrêa)

SAMPAIO CORRÊA: Mota, Luiz Gustavo (Watson, aos 19'/1°T), Paulo Sérgio (Éder Lima, aos 5'/1°T), Nilson Júnior e Felipinho; Mauro Silva (Romarinho, aos 31'/2°T) e Ferreira; Nadson (Jefinho, aos 31'/2°T), Pimentinha (Jean Silva, aos 31'/2°T) e Ronei; Ciel. Técnico: Felipe Surian.

CRB: Diogo Silva, Celsinho, Ewerton Páscoa, Frazan e Alexandre (Caetano, aos 29'/2°T); Claudinei e Jatobá; Ewandro (Calyson, aos 15'/2°T), Wesley (Marthã, aos 23'/2°T) e Emerson (Jajá, aos 15'/2°T); Nicolas Careca (Alan James, aos 23'/2°T). Técnico: Allan Aal.

Lance!
Publicidade
Publicidade