0

Guardiola diz que não tem nada a falar de Messi: 'Já expressou seus sentimentos'

Técnico do Manchester City evita comentar a decisão do argentino de permanecer no Barcelona

18 set 2020
11h20
atualizado às 11h20
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O técnico espanhol Pep Guardiola, do Manchester City, se pronunciou pela primeira vez, nesta sexta-feira, sobre o caso Lionel Messi e sua quase saída do Barcelona já nesta janela de transferências internacionais. O clube inglês foi especulado como um dos possíveis destinos do craque argentino, mas o treinador não quis falar muito sobre o assunto.

"Não acredito que tenho que explicar alguma coisa. Messi já expressou muito bem os seus sentimentos e não nada a acrescentar. É um jogador do Barcelona, clube que amo. Não há mais nada para falar", afirmou Guardiola, na primeira entrevista coletiva da temporada 2020/2021, que para o Manchester City começa nesta segunda-feira contra o Wolverhampton, fora de casa, pela segunda rodada do Campeonato Inglês.

No final de agosto, Messi declarou publicamente que gostaria de sair do Barcelona, clube onde joga desde as categorias de base e já conquistou inúmeros títulos, alguns inclusive sob o comando de Guardiola. Mas sua decisão, dias depois, de permanecer para cumprir o seu último ano de contrato acabou com qualquer esperança, por enquanto, do Manchester City contar con o argentino em seu elenco.

"Não sei. Essa é uma pergunta para Leo Messi. Não posso falar sobre as intenções de outras pessoas", disse o treinador espanhol quando perguntado se o clube de Manchester estaria interessado em contratar o craque argentino.

Guardiola não quis comentar muito sobre as movimentações do mercado de transferências, que está aberto na Europa até o começo de outubro. "Não. Eu não falo na mídia sobre janela de transferências", disse o espanhol, para depois voltar um pouco atrás em sua postura e explicar que não considerou a contratação do volante brasileiro naturalizado espanhol Thiago Alcântara, que deixou o Bayern de Munique e acertou com o Liverpool, por achar que o seu elenco tem jogadores suficientes para a posição.

Veja também:

Editor do L! analisa os destaques e decepções do primeiro turno do Brasileiro
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade