PUBLICIDADE

Cristiano Ronaldo se despede de Solskjaer no Manchester United: 'Um ser humano excepcional'

Atacante português usa as redes sociais para mandar mensagem ao treinador, demitido após goleada no Campeonato Inglês

22 nov 2021 12h20
| atualizado às 12h20
ver comentários
Publicidade

Os ingleses sempre apontaram uma suposta relação ruim entre o técnico Ole Gunnar Solskjaer e o atacante Cristiano Ronaldo no Manchester United. Nesta segunda-feira, um dia após a demissão do treinador, o português usou da diplomacia e mandou uma mensagem carinhosa de despedida para o técnico, em sua visão "um ser humano excepcional."

Em suas redes sociais, Cristiano Ronaldo desejou boa sorte para Solskjaer em seus trabalhos futuros. O treinador acabou não resistindo a mais um tropeço do United na temporada, desta vez a goleada por 4 a 1 sofrida diante do Watford, e agora está sem clube. "Ele era meu atacante quando vim para Old Trafford e é meu treinador desde que voltei para o Manchester United. Mas, acima de tudo, Ole é um ser humano excepcional. Desejo o melhor em tudo o que sua vida reservar para ele. Boa sorte, meu amigo! Você merece isso!", escreveu Cristiano Ronaldo.

O Manchester United visita o Villarreal nesta terça-feira pela Liga dos Campeões, em duelo de líderes do Grupo F, que pode garantir vaga antecipada nas oitavas de final da competição ao time inglês. Ambos somam sete pontos e o clube de CR7 terá comando interino enquanto não acerta com um substituto. Michael Carrick ficará como "tampão".

Multicampeão com Cristiano Ronaldo no Real Madrid, o francês Zinedine Zidane teria sido contatado pelos ingleses, de acordo com o jornal Daily Mail, mas recusado a proposta de olho na seleção francesa ou no Paris Saint-Germain. Curiosamente, o nome de Maurício Pochettino, em baixa no PSG, começa a ganhar força para a vaga de Solskjaer após tal recusa de Zidane.

Depois de se reunir com Solskjaer para buscar uma saída para crise, o que não ocorreu, Cristiano Ronaldo teria sugerido o nome de Luís Enrique, treinador da seleção da Espanha, para o comando do United. O atacante português não admitiu sua indicação. Ele mesmo na derrota do United do fim de semana, perdeu alguns chances de marcar.

Estadão
Publicidade
Publicidade