0

Coritiba leva derrota em processo envolvendo Athletico-PR

13 jul 2020
16h15
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A 9ª Câmara Cível do Tribunal da Justiça do Paraná (TJ-PR) decidiu manter, por unanimidade, manter a derrota do Coritiba no caso "Atletiba do Youtube". Caso a decisão se torne definitiva, o coxa-branca será condenado a pagar todas as despesas processuais e os honorários dos advogados. Ao todo, a punição seria em torno de R$ 90 mil.

O processo surgiu por conta da segunda partida da final do Campeonato Paranaense, disputada entre Coritiba e Athletico-PR, ter sido transmitida, mesmo que parcialmente, no canal do Youtube do clube rubro-negro. A transmissão durou até os 44 minutos do primeiro, momento em que a Rede Globo, detentora dos direitos de transmissão, acionou a plataforma de vídeo e acabou com o ao vivo. Contudo, o Furacão mostrou os minutos finais em sua página de Facebook.

Sentindo-se prejudicado, o clube alviverde processou o seu rival em R$ 750 mil, alegando danos morais. Contudo, já na primeira instância o juiz Adirano Vieira de Lima disse que apenas a detentora dos direitos de transmissão poderia pedir esta indenização. A emissora não acionou a Justiça.

A segunda instância manteve a decisão. O Coritiba alegava que seus torcedores foram prejudicados por terem se locomovido até o estádio, mesmo tendo a transmissão da partida no fim das contas. Porém, como mostra relatório do desembargador Domingos José Perfetto, não foi enxergada como verdadeira tal acusação.

Até o momento, a diretoria do Alviverde não se pronunciou se irá recorrer à terceira, e última, instância no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade