PUBLICIDADE
Logo do

Corinthians

Favoritar Time

Sylvinho revela objetivo do Corinthians para 2022 e projeta estreia no Paulistão

21 jan 2022 20h11
| atualizado às 20h11
ver comentários
Publicidade

Nesta sexta-feira, o técnico Sylvinho concedeu entrevista coletiva no CT Dr. Joaquim Grava e revelou o objetivo do Corinthians para a temporada de 2022. O treinador também projetou a estreia da equipe no Campeonato Paulista, que ocorre na terça-feira.

"O grande objetivo é ganhar, ser campeão, performances cada vez melhores. É encontrar, em cada jogo, o time, porque vai ter mudanças. O espírito é de unificar o grupo. Por isso que a diretoria está qualificando o grupo. O que queremos, com o que estamos montando, é ganhar títulos", disse o comandante alvinegro.

O Corinthians entra em campo pela primeira vez em 2022 na terça-feira, às 21h00 (de Brasília), quando recebe a Ferroviária na rodada inaugural do Paulistão. Sylvinho projetou a estreia nesta edição do torneio estadual.

"Sem fugir das responsabilidades, vamos com o melhor time, com aquilo que temos de saudável, de qualidade, para ganhar os jogos. Mas sabendo que superaremos situações: calor, campo, ritmo de jogo, um adversário que está se preparando, um Campeonato Paulista dificílimo. Por sermos o Corinthians, temos um nível de qualidade a mais e um plantel qualificado. Mas isso, na prática, se responde nos primeiros jogos? Não é simples. E o desafiador não é sair só dando porrada e treino, é conseguir descansar esses caras para a terça-feira", pontuou.

No entanto, apesar do objetivo de contar com os titulares, o técnico também afirmou que "existem situações imensuráveis": "Sabemos que vamos entrar com o melhor time, a melhor formação, os melhores atletas, organizados. Agora, o quanto eles vão conseguir de performance nos 90 minutos, é no escuro. Não dá para mensurar".

"A grande vantagem é já ter um período de sete meses, em que os atletas já entendem o que queremos. É um passo para frente, um período de construção muito bem feito. Vamos chegar da melhor forma possível e entendemos que o campeonato é duro. Não há margem para dizer que vamos crescer pouco a pouco, não vamos nos isentar das responsabilidades. O torcedor também sabe que é impossível chegar ao auge agora. Mas é por isso que vamos continuar trabalhando e otimizando o tempo", concluiu.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade