PUBLICIDADE
Logo do

Corinthians

Favoritar Time

Sylvinho reforça Paulinho como jogador de área e aprova atuação: "Merecíamos ganhar"

26 jan 2022 00h56
| atualizado às 01h20
ver comentários
Publicidade

O Corinthians iniciou a temporada com um empate por 0 a 0 com a Ferroviária na Neo Química Arena, na noite desta terça-feira.

A partida também marcou a reestreia de Paulinho pelo Timão. O volante entrou no segundo tempo e foi um dos principais jogadores da equipe.

Na entrevista coletiva após o confronto, Sylvinho aproveitou para reforçar que não há chance de Paulinho jogar mais recuado, como chegou a ser especulado.

"O Paulinho é um atleta do qual já tínhamos comentado e desconstruímos uma situação que não tinha sentido, ele de primeiro volante. É um atleta que tem o gol. Tivemos oportunidade de trabalhar com ele na Seleção, tem construção aqui na casa, multicampeão, é o que imaginávamos, de meio, sustentação, saudável, que entra, tem gol. Ele vem de um período de inatividade grande, não só de jogos, mas de treinamento. O bom é que ele se cuida bem, boa genética, e vamos levá-lo o máximo possível, utilizando os minutos, assim como os demais".

"Não gosto de cravar ninguém como titular, todos têm seu espaço, mas vamos buscar, estar preocupado o quanto ele pode crescer. Estamos ainda em pré-temporada, necessitamos de mais, a temporada é longa. Os treinos podem ficar mais leves, mas você vai em um segundo período para campo e manter unidade, bola parada e crescimento".

O treinador falou sobre a opção por Du, e não por Gabriel, e não descartou repetir o meio com Giuliano, Renato Augusto e Paulinho, formação que esteve em campo por alguns minutos na etapa final.

"É uma alternativa, ela já ocorreu. Pode, sim, o jogo vai mostrar. Tudo vai depender dos jogos, temos esse entendimento, e vamos passando aos atletas. Não vemos Paulinho como primeiro volante, temos de buscar alternativas de um atacante, acreditamos bastante que vamos continuar encontrando as respostas".

Sylvinho evitou lamentações maiores pelo resultado e pelo pouco tempo de pré-temporada, mas não deixou de comentar o fato do Corinthians não ter vencido, apesar de ter dominado completamente o adversário.

"Melhor do que imaginávamos. Criamos, Saulo esteve bem, evitou nossa vitória, mas não pelo aspecto física, que nos surpreendeu positivamente, a pressão e o que queríamos mais era impossível no estágio que estamos. Se não ganhamos, não foi pela questão física. Tivemos presença de área, cabeceios, cruzamentos, tabelas, chute de média distância…".

Leia outros trechos da coletiva de Sylvinho:

Alternativa para o ataque

"Eu não falo um 9, eu digo atacante, e nós temos muitos atacantes. Ficou claro que nós temos só um de área, que é o Jô. Vamos buscando alternativas, como buscamos hoje, vamos buscar outras, dentro das características dos atletas. Mas, nosso julgamento não é de 45 minutos ou 90. Precisamos de um período de dois, três jogos, e as variações vão surgindo".

Piton e Mantuan

"Dois atletas jovens. Do Mantuan, um atleta que cuidamos bastante ano passado. Quando chegamos, ele estava entrando em transição de treinos, fomos cuidando bastante, chamou muita atenção, muitas qualidades, e entendíamos que esse começo seria importante para ele, confiamos no atleta. Piton, parecido, mas não vinha em transição. Boa capacidade técnica, jovem, vai mostrar seu potencial. Contamos com eles".

Time mais ofensivo

"O desafio é esse, é fazer o time ter uma mobilidade melhor, uma boa qualidade de passe, mais gols, mais cruzamentos, finalizações, é o que queremos. Temos um adversário, e conta-se com qualidade técnica individual. Parte dessa saída, escolhemos o Du como primeiro, buscamos dar passos para melhorar essa saída nossa. Renato pode fazer também, são alternativas que vão se criando e para aquilo que a partida se apresentar".

Du na vaga de Cantillo

"Cantillo nós tivemos praticamente 12 dias na iminência de perdê-lo, não tinha sido, e, de repente, houve uma segunda convocação e perdemos o atleta. É um atleta com qualidade muito boa. Du traz vitalidade, jovem, em projeção, tem uma boa saída de bola, em alguns momentos não podemos abrir mão, em alguns momentos vamos poder abrir. São características diferentes, Cantillo, Gabriel, Du, e, dependendo dos jogos, podemos usar um ou outro".

Resultado/pressão

Não, pressão… Tropeço, sim. Resultado, merecíamos ganhar. Mas, não ganhou. Basta. Tivemos um rendimento melhor do que esperávamos. Nenhum atleta em campo conseguiu fazer 90 minutos nos treinos. Hoje, Fagner, Gil, João, todos, vi até, inclusive, bastante cansados no fim, mas comportaram-se bem. Tivemos um bom rendimento, mas não tivemos um bom resultado. É continuar crescendo, mas de pressão, não. O time desempenhou, correu, se esforçou, lutou. Campeonato duro, mas é crescer. O Paulista, e os atletas sabem, é difícil, mas muito bonito. Já tive por três vezes essa experiência maravilhosa, eles sabem disso, e estão com muito desejo. Sabemos da nossa responsabilidade e queremos ganhar jogos para continuar o caminho".

Caminho sem centroavante

"Mantuan é um atacante, não é de referência. Os demais também não são. Róger também não é. É um atleta que acaba bem dessa profundidade, boa definição, sabe fazer gol, mas também não é uma referência. É simples: quando não temos um único que é de referência, que é o Jô, vamos buscar alternativas e o time ganha mobilidade. Paulinho acabou entrando muito na área por característica dele. O importante é ocupar a posição. São atletas que são atacantes e a grande maioria sabe fazer gols, e isso pode nos dar um bom futuro próximo".

Nível de satisfação

"A pré-temporada é curta, mas é curta para todos. Todo mundo que passa por aqui e reclama um pouco do calendário. Mas, isso é um outro discurso. Com relação a parte física, satisfação, em partes, pelo desempenho. Melhor do que imaginávamos. Criamos, Saulo esteve bem, evitou nossa vitória, mas não pelo aspecto física, que nos surpreendeu positivamente, a pressão e o que queríamos mais era impossível no estágio que estamos. Se não ganhamos, não foi pela questão física. Tivemos presença de área, cabeceios, cruzamentos, tabelas, chute de média distância…".

Condição física de Paulinho

"Já conversei com o Paulinho. Ele veio, começou a treinar bem, começou a sentir, teve o descanso, voltou a treinar bem, agora veio carga de treinos, em seguida de jogos. Pouco a pouco, ele vai adquirindo, não sei ainda as condições, vamos ter de esperar às vésperas do próximo jogo, vamos com calma, pensamos no elenco em um prazo grande. Não é importante quanto vai demorar mais. Vamos, pouco a pouco, para poder ter o melhor Paulinho no nosso time".

Atuação em relação a treinos

"Parte de tudo que tínhamos previsto, até pelo o que o jogo poderia mostrar, fizemos. Mobilidade, Róger por fora, termina por dentro, GP pela direita, depois esquerda, Renato sai para primeiro, ultrapassagens de Fagner e Piton. Fizemos tudo aquilo que tínhamos condições. (A bola) não entrou, futebol, tivemos volume, posse, chegada à área adversária, tudo foi utilizado".

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade