PUBLICIDADE
Logo do

Corinthians

Meu time

Sylvinho explica opção por Belezi em disputa com Léo Santos

Defensor de 18 anos tem atuado regularmente pela equipe sub-20 e compondo o elenco profissional quando necessário

14 set 2021 11h28
| atualizado às 11h48
ver comentários
Publicidade

O zagueiro Lucas Belezi, de 18 anos, voltou a ser relacionado pelo técnico Sylvinho no empate por 1 a 1 do Corinthians contra o Atlético-GO, no último domingo (12), pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Lucas Belezi foi relacionado no time principal duas vezes (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)
Lucas Belezi foi relacionado no time principal duas vezes (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)
Foto: Lance!

Antes, o atleta havia sido convocado pelo treinador corintiano na derrota em casa do clube alvinegro por 2 a 1 para o Atlético-MG, no dia 17 de junho, pela 12ª rodada do Brasileirão.

A decisão do treinador corintiano aconteceu por conta da ausência de opções no banco de reservas para o setor, já que o titular da posição, Gil, cumpria suspensão pelo terceiro cartão amarelo.

Raul, reserva imediato, assumiu a titularidade contra o Dragão. A quarta opção seria Léo Santos, mas o defensor, que não é relacionado na equipe profissional desde o dia 9 de junho, mas houve uma escolha pelo jogador da base, que vem disputando regularmente os jogos do sub-20.

Sylvinho justificou a decisão como técnica. "Com relação a Léo Santos e Belezi, o Belezi tem sido um atleta usado no sub-23, ele está mais minutado, tem jogado com uma frequência maior (eu falei sub-23, mas é o sub-20). E e ele tem dado a resposta, e é um atleta mais pronto se fosse entrar no jogo, essa foi a decisão que nós tomamos", explicou o treinador.

Léo Santos ficou mais de dois anos afastado dos gramados por conta de uma lesão no joelho ainda à época que estava emprestado ao Fluminense, em 2019, retornando em abril deste ano. Foi relacionado para 11 jogos do Timão, entrou em três, mas somando o tempo em campo totalizou apenas 10 minutos.

De acordo com o site Meu Timão, após ter sido sorteado para o exame antidoping no dia 13 de maio, noite em que o Corinthians foi goleado por 4 a 0 pelo Peñarol, na Copa Sul-Americana, foi informado que uma substância apareceu acima do permitido.

Desde a notificação, Léo deixou de fazer parte dos relacionados até mesmo da equipe sub-23, onde fez um jogo, disputando 90 minutos, no dia 17 de junho, e estava sendo utilizada para o zagueiro ganhar ritmo de jogo.

O resultado da contraprova foi inconclusivo e Léo Santos está liberado para ser relacionado. Como a autorização para o retorno do defensor aconteceu na última semana, Sylvinho entendeu por bem mantê-lo fora dos relacionados, mesmo diante da necessidade de um zagueiro para compor o banco de reservas.

Nesta temporada, o Timão perdeu dois zagueiros: Jemerson, que não teve o seu contrato renovado em junho, e Bruno Méndez, emprestado ao Internacional. Danilo Avelar, que desde outubro do ano passado se recupera de uma lesão no joelho, ainda está em tratamento, mas não jogará mais pelo clube, após ter feito um comentário racista durante um jogo online, no fim de junho.

Mesmo com a quantidade reduzida de zagueiros, o Corinthians não se movimentou no mercado do meio de ano para buscar novas peças para a posição. O entendimento da diretoria é que as peças que se encontrão no elenco agradam e há confiança nas opções vindas da base, como, por exemplo, Belezi.

Lance!
Publicidade
Publicidade