9 eventos ao vivo

Sheik relembra último título pelo Corinthians e cita "falta de respeito" do Palmeiras

25 mai 2020
21h04
atualizado às 21h04
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Emerson Sheik escreveu uma bela história pelo Corinthians. Foram diversos títulos conquistados e alguns tiveram sabor especial. Nesta segunda-feira, em entrevista ao canal da Federação Paulista de Futebol, o ex-atacante relembrou a conquista do Campeonato Paulista de 2018, o seu último troféu pelo Timão.

Emerson Sheik relembrou a conquista do Paulistão de 2018

Depois de sua primeira passagem pelo clube, Sheik rodou por Botafogo, Flamengo e Ponte Preta até retornar ao Timão para buscar um último título e encerrar a carreira.

"Foi importante por conta de tudo o que eu imaginei ter acontecido. A minha ideia era voltar para o clube, e os meus planos era jogar o Paulista e depois encerrar. Obviamente que com o título, que foi o que aconteceu. Foi importante demais ganhar o paulista porque praticamente em todos os jogos o Fábio me usava. Tive uma participação muito grande e colaborei. Com isso veio o pedido para ficar até o final do ano. Com a performance no Paulista eu ganhei um convite para ficar até o final da temporada e foi extremamente importante porque todos os meus planos deram certo", relembrou Sheik.

A final daquele Campeonato Paulista foi ainda mais especial para um atleta que gosta de clássico como é Emerson Sheik. Depois de perder para o Palmeiras por 1 a 0 em Itaquera, o Timão devolveu o placar no Allianz Parque e acabou levando a taça na disputa de pênaltis.

Para o ídolo corintiano, o rival entrou como favorito naquela final, mas faltou com respeito e humildade ao Timão, o que fez a diferença para o resultado.

"Por conta do investimento feito pelo Palmeiras eles eram favoritos ao título. Primeiro jogo na Arena, eles saem em vantagem, levam o jogo para o estádio deles, com o apoio da torcida. Todo o cenário para que eles fizessem um grande jogo, mostrassem para o seu torcedor e para a diretoria que o investimento valeu a pena. Mas do outro lado tinha o Corinthians. E por vezes o respeito é muito importante"

"O Palmeiras era o favorito ao titulo? Eu acho que era. Levou uma vantagem, diante de sua torcida com um time muito caro. Só que a humildade e os 90 minutos eles esqueceram. E principalmente que estavam jogando contra um time que tem uma história linda. Acho que o Corinthians deveria ter sido mais respeitado pelo Palmeiras", analisou.

Ao final daquela temporada, Sheik encerrou oficialmente a sua carreira, aos 40 anos. Entre as duas passagens pelo Corinthians, o ex-jogador participou de 177 partidas e conquistou o Brasileiro de 2011, Libertadores e Mundial de 2012, Recopa Sul-Americana de 2013 e os Paulistas de 2013 e 2018. Após deixar os gramados, recebeu o convite para assumir a função de gerente de futebol, cargo em que atuou até novembro do ano passado.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade