PUBLICIDADE
Logo do

Corinthians

Meu time

Presidente da Gaviões pede volta do Corinthians ao Pacaembu

23 jun 2020 14h32
| atualizado às 16h03
ver comentários
Publicidade
Torcida do Corinthians em ação durante jogo no Pacaembu
Torcida do Corinthians em ação durante jogo no Pacaembu
Foto: Miguel Schincariol / Gazeta Press

Após diversos protestos direcionados à gestão de Andrés Sanchez, o presidente dos Gaviões da Fiel, Rodrigo Gonzales, falou em entrevista à TV Bandeirantes, sobre os problemas envolvendo a Arena Corinthians. De acordo com o líder da organizada, o estádio do Timão impactou negativamente nas finanças do clube, além de afastar as camadas mais populares da torcida.

Para Rodrigo, ocorreu uma elitização na torcida que frequenta o estádio desde que o Corinthians passou a atuar na Arena. O presidente dos Gaviões, inclusive, se mostrou favorável a um retorno ao Pacaembu.

"Eu sei que vários corintianos vão me criticar, mas eu sei da essência do clube. Tem que ter um estádio para ter identificação com a torcida, e esse estádio não tem. É ruim o jeito que foi formado, que foi prometido. A torcida do Corinthians queria ter um estádio, eu também queria, mas nesse formato de a gente não saber da verdadeira dívida, por mim, teria que esquecer esse estádio e vamos voltar para o Pacaembu", disse Rodrigo Gonzales.

Presidente de organizada critica elitização na Arena Corinthians

"Mudou tudo. Você entrava no jogo do Corinthians, tinha que entrar para cantar. Hoje não, tem foto, selfie, deu uma elitizada. A gente da torcida organizada sofre muito com isso. A gente aprendeu que tem que cantar os 90 minutos. Hoje, com a atual torcida do Corinthians, se um jogador recua a bola pro Cássio já vaiam. Não existe isso. A gente tem que apoiar os 90 minutos. A torcida mudou um pouco, e eu não vejo muita esperança nisso não, ainda mais com esse estádio elitizado", completou.

O presidente da maior torcida organizada do Corinthians também mostrou insatisfação com as últimas gestões do clube. De acordo com Rodrigo, deve se pensar em um novo formato de administração.

"É uma política que existe dentro do clube e tem que acabar. Não tem mais que enganar torcida com título. Tem que falar a verdade. Vamos montar uma nova política dentro do clube, fazer um novo formato de gestão. Aí eu tenho certeza que o Corinthians vai voltar a ser a potência que sempre foi. É vergonhoso a torcida que ama esse time ficar escutando sobre dívidas todos os dias", concluiu.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade