0

Pedrinho diz que não pediu liberação para defender a Seleção: "Foi na boa"

21 mai 2019
12h15
atualizado às 18h12
  • separator
  • comentários

Convocados para a Seleção Brasileira sub-23, que disputará o Torneio de Toulon, na França, entre os dias 1º e 15 de junho, Pedrinho e Mateus Vital foram liberados pelo Corinthians para integrar o elenco canarinho, e assim serão baixas importantes pelos lados de Itaquera durante o período.

Clubes como São Paulo e Santos, que se sentiram prejudicados com as convocações de Antony e Rodrygo, por exemplo, pediram as dispensas dos atletas, mas no Timão a situação foi diferente. Isso porque, de acordo com Pedrinho, o clube liberou a dupla para o torneio de maneira tranquila, uma vez que entendeu a vontade dos jogadores.

"Somos caras muito tranquilos, então estamos aqui mais para escutar do que para falar. Então quando a gente soube da notícia, falamos para a diretoria que o que eles optarem para a gente, com certeza estariam pensando no nosso bem. Então não chegamos a falar individualmente com o Carille nem com ninguém, porque eles mesmos autorizaram, entenderam que seria uma boa para a gente. Então como falamos, é um sonho realizado, mas não teve essa conversa. Aconteceu naturalmente e eles acabaram liberando pra que a gente defendesse a Seleção. Foi na boa", explicou, em entrevista coletiva realizada na manhã desta terça-feira no CT Joaquim Grava.

Com a ausência da dupla, Fabio Carille deve, portanto, promover algumas mudanças na equipe para a sequência da temporada. Algo que, na visão de Pedrinho, não preocupa o treinador.

"Sabemos que o nosso elenco é um elenco de muita qualidade, então mesmo com a nossa ausência, os jogadores vão dar qualidade à equipe. Quem está entrando com certeza dá conta do recado", completou.

O Corinthians volta a entrar em campo nesta quinta-feira, às 19h15 (horário de Brasília), diante do Deportivo Lara, em Itaquera, pela Copa Sul-Americana.

*Especial para a Gazeta Esportiva

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade