PUBLICIDADE
Logo do

Corinthians

Favoritar Time

Para manter tabu e liderança, Majestoso tem sabor especial para o Corinthians

Por outro lado, Corinthians precisará vencer um clássico pela primeira vez desde a chegada do seu atual treinador

20 mai 2022 06h20
| atualizado às 07h27
ver comentários
Publicidade
Neste domingo (22), o Timão voltará a enfrentar o São Paulo após dois meses (Foto: Rodrigo Coca/Ag.Corinthians)
Neste domingo (22), o Timão voltará a enfrentar o São Paulo após dois meses (Foto: Rodrigo Coca/Ag.Corinthians)
Foto: Lance!

Neste domingo (22), o Corinthians enfrenta o São Paulo pela terceira vez na temporada, mas diferentemente das outras duas ocasiões, pelo Campeonato Paulista, agora o time recebe o tricolor paulista na Neo Química Arena, onde nunca perdeu este clássico. Pela primera vez, um clássico nesta temporada.

O confronto deste fim de semana será válido pelo Campeonato Brasileiro, no qual o clube alvinegro é líder e tem a manutenção da primeira colocação como um desafio que vai além do clássico, que já é muita coisa por si só.

Além disso, caberá ao Corinthians mostrar que, diferentemente do ditado popular, tabus também são feitos para serem mantidos. Isso porque o Corinthians nunca foi derrotado pelo São Paulo na sua Arena.

Desde a inauguração do estádio em Itaquera, no ano de 2014, o Timão recebeu o Tricolor 12 vezes, e não sabe o que é perder. São nove vitórias corintianas e três empates.

Entre os triunfos está a segunda maior goleada do Neo Química Arena, no 6 a 1 do Corinthians pela 36ª rodada do Brasileirão de 2015, no dia 22 de novembro daquele ano, quando o clube alvinegro já tinha confirmado o título e levantaria a taça no clássico.

Esse resultado só foi superado pelo 6 a 0 que o clube do Parque São Jorge aplicou no Cobresal, do Chile, na Libertadores da temporada seguinte.

O Timão também decidiu campeonato na Arena contra o São Paulo, vencendo o Paulistão de 2019 por 2 a 1, em Itaquera, e levantando a taça, já que a partida de ida, no estádio do Morumbi, havia encerrado sem gols. Esse jogo em questão, inclusive, é até hoje o maior público do local, com 46.481 pessoas.

Com os dados acima a tendência é que tudo seja flores para o torcedor corintiano contra o Tricolor, mas há um problema: o retrospecto da 'Era Vítor Pereira' em clássicos, principalmente contra o time da zona sul paulista.

O atual treinador enfrentou o Tricolor na sua estreia pelo Timão, jogo válido pela décima rodada do Paulistão deste ano, no dia 5 de março, e foi derrotado por 1 a 0, com um gol sofrido no primeiro minuto de jogo.

Vinte e dois dias depois, em 27 de março, as equipes voltaram a se encontrar, dessa vez pela semifinal da competição estadual, e o São Paulo voltou a vencer, na segunda ocasião por 2 a 1.

A partida em questão, inclusive, foi a que mudou a filosofia do técnico Vítor Pereira no comando corintiano. O treinador, que havia chego ao Corinthians um mês antes, deixou de utilizar o que entendia como melhor força técnica ao Timão para mesclar nível de futebol e desempenho físico no elenco, revezando a equipe jogo a jogo.

Essa conclusão ocorreu a Vítor após uma atuação muito fraca do time corintiano, que tinha passado pela semifinal do Paulistão três dias antes e eliminado o Guarani nos pênaltis, e caiu tecnicamente por deficiência na parte física naquela partida.

A partir daí, Corinthians e São Paulo não se enfrentaram mais, até o então, e o Timão só teve um clássico pela frente, que foi a derrota por 3 a 0 para o Palmeiras, pela terceira rodada do Brasileirão, a única do Timão até aqui na competição.

Mas confrontos diante adversários diretos não tem sido o grande trunfo do atual Corinthians, já que foram quatro derrotas em quatro jogos sob o comando de VP.

Com isso, o desafio do Corinthians é duplo e em dois extremos: manter a boa condição corintiana contra os são paulinos em casa, e derrubar a má fase em confrontos diante dos outros grandes paulistas, vencendo

Lance!
Publicidade
Publicidade