1 evento ao vivo

O futebol tem de voltar agora? Jô respondeu o que pensa sobre a polêmica questão

25 jun 2020
13h38
atualizado às 13h38
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Os clubes de futebol estão sofrendo com a queda de receita devido a paralisação dos campeonatos em função da pandemia do coronavírus. O país, no entanto, ainda não conseguiu controlar a doença.

Por isso, a discussão sobre a retomada dos jogos tem levado a opiniões divergentes, longe de um consenso, tanto entre dirigentes, quanto na imprensa e no público em geral.

Jô foi questionado pela Gazeta Esportiva durante sua apresentação oficial no Corinthians, nesta quinta-feira, e se mostrou cauteloso.

"A gente sempre quer, a gente quer voltar a fazer aquilo que faz bem para a gente, mas não podemos pensar só na gente. Não afetou só o futebol, afetou o mundo inteiro. A gente não pode ser egoísta de falar 'vamos voltar', tem outras situações que envolvem, temos de respeitar as etapas. A vontade é muito grande de voltar, mas existem regras e etapas. Economicamente, muitos clubes e empresas estão sendo afetadas, mas temos fé que vamos superar. Sou a favor de as coisas voltarem de acordo como as coisas vão melhorando, porque temos família, amigos".

O Corinthians divulgou no início da semana o resultado final dos 190 testes feitos pelo clube e ficou constatado que quase 80% do elenco se contaminou. Ainda há oito atletas afastados, em quarentena.

"Isso é muito complicado, claro que números assustam, mas cada um que teve a covid não quis pegar. Aconteceu de alguma forma, mas todos estão com a consciência de se preservar. Graças a Deus, na minha família não teve nenhum caso, mas a gente não pode acomodar, achar que está tudo certo", comentou Jô.

Membro do grupo de 20 jogadores que está treinando no CT Joaquim Grava desde terça-feira, com avaliações físicas primeiramente, o novo centroavante do Corinthians também admitiu a dificuldade com a adaptação à nova rotina.

"Confesso que é difícil, complicado, tem que se adaptar e ter a disciplina de seguir os protocolos, porque também temos família, amigos. Você quer voltar, dar um abraço apertado, rever os amigos, mas é difícil. A gente vai se adaptando. Antes ficava aqui conversando, sentando, mas tudo é um processo que, se Deus quiser, vamos passar por isso e voltar a ter calor humano".

O Governo do Estado de São Paulo autorizou as equipes paulistas da Série A1 a retomarem os treinos com bola a partir de 1º de julho, desde que respeitem os protocolos combinados. A última partida do Corinthians aconteceu em 15 de março.

Nesta quinta-feira, Jô foi apresentado pelo clube sem a presença da imprensa no CT e teve de conceder entrevista por meio de uma videoconferência.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade