PUBLICIDADE
Logo do

Corinthians

Meu time

Jô completa 250 jogos pelo Corinthians com assistência e novo estilo de jogo

Além de artilheiro corintiano na temporada, centroavante também se tornou líder de assistências com passe para o gol de Giuliano contra o América-MG

20 set 2021 09h02
| atualizado às 09h02
ver comentários
Publicidade

Na partida em que completou 250 jogos com a camisa do Corinthians, o atacante Jô foi o autor da assistência do único gol corintiano no empate em 1 a 1 com o América-MG, na Neo Química Arena, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Jô é o artilheiro corintiano no Século XXI e segundo do clube na história do Brasileirão (Foto: Rodrigo Corsi/Paulistão)
Jô é o artilheiro corintiano no Século XXI e segundo do clube na história do Brasileirão (Foto: Rodrigo Corsi/Paulistão)
Foto: Lance!

Último homem corintiano, Jô atuou contra o Coelho de uma forma diferente do que se espera de um centroavante. Ao invés de apenas rondas a grande área adversária esperando a chegada da bola, o camisa 77 procurou jogo, deu as costas para os adversários, fez o pivô e abriu espaços para os adversários.

Foi atuando da maneira citada que o atacante serviu Giuliano, aos 16 minutos do primeiro tempo, para o camisa 11 colocar a bola na rede e anotar o seu primeiro tempo pelo Timão.

O lance nasceu do lado direito do ataque, com o jovem Gabriel Pereira partindo e servindo o estreante Willian, que cruzou para trás, para a finalização de Róger Guedes. Matheus Cavichiolli, goleiro americano, fez duas boas defesas e a bola voltou para Jô, que girou e tocou para a chegada de Giuliano, na entrada da grande área, chapar no canto direito do arqueiro da equipe mineira.

Após a partida, o técnico Sylvinho explicou o trabalho de mudança de característica que tem feito com Jô desde que passou a comandar o Corinthians.

- Futebol é muito rápido, chegamos vai fazer quatro meses, (o Jô) não estava em boa forma física, vinha em processos de lesões pequenas, não me lembro bem a situação, não estava assiduamente nos treinamentos, e, de repente, encontramos nele uma situação de retenção, mudando a característica do homem de profundidade, fazendo retenção e ajudando o time nas saídas de bola na construção de jogo, ele aceitou bem, assimilou bem - disse o comandante do Timão em entrevista após o duelo contra o Coelho.

- A resposta vem do atleta, virtude dele, que tem feito bem esse pape, que ajuda oxigenar o time para que a gente possa sair e permanecer maior tempo no campo adversário. Isso vai ajudando na construção da equipe - acrescentou.

Com o passe para o gol de Giuliano, Jô, que já é o artilheiro corintiano na temporada, com oito gols, também se tornou isoladamente o líder de assistências, deixando para trás, Adson, Fábio Santos e Mateus Vital, que recentemente deixou o Timão, por empréstimo, rumo ao Panathinaikos, da Grécia.

Lance!
Publicidade
Publicidade