PUBLICIDADE
Logo do

Corinthians

Favoritar Time

Gabriel inicia temporada sob desconfiança e pode ser negociado pelo Corinthians

Embora tenha atuado em 45 jogos na última temporada, o volante é alvo de críticas de parte da torcida do Timão, que pode negociá-lo com o Internacional

24 jan 2022 08h02
| atualizado às 08h02
ver comentários
Publicidade

Próximo de completar 30 anos, o volante Gabriel começa 2022 indo para sua sexta temporada no Corinthians. Contudo, o camisa 5 vê não apenas sua titularidade ameaçada, como também seu status no clube.

Gabriel atuou em 45 na última temporada (Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians)
Gabriel atuou em 45 na última temporada (Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians)
Foto: Lance!

Em coletiva concedida na última sexta-feira (21), o técnico Sylvinho deixou claro

que Cantillo iniciaria o Paulistão como volante titular, desbancando Gabriel pela posição.

- Gabriel é um primeiro volante de boa sustentação, um atleta vigoroso. Nós temos o Cantillo, que inicia a competição na titularidade. Vamos buscar outros alternativas, não apenas para essa função - afirmou o treinador.

Contudo, Cantillo foi convocado de última hora para a seleção colombiana, e o camisa 5 deverá ser o titular nos primeiros três jogos da equipe no Paulistão, tendo a chance de recuperar seu espaço e reconquistar a torcida.

Figura importante no time, disputando 45 jogos na última temporada, Gabriel foi alvo constante de críticas da torcida, especialmente pelo seu temperamento em campo. Em 2021, ele recebeu um cartão vermelho direto, e foi expulso outras duas vezes ao levar dois cartões amarelos.

Em entrevista ao portal "ge", o presidente do Timão, Duílio Monteiro Alves, admitiu o interesse do Internacional pelo volante, mas disse que uma eventual saída depende da vontade do jogador.

- Existiu uma procura, mas não uma proposta final. O Gabriel é um jogador muito identificado com o Corinthians, todos sabem o quanto ele se entrega por nosso clube e o quanto ainda tem a oferecer. É um grande cara, um corintiano. Nunca o vi no campo sem entregar tudo, com raça, com identificação. A gente tem muito carinho. Uma saída dele depende de uma negociação, valores, e da vontade do jogador. A gente ainda não teve essa conversa, estamos esperando evoluir. Como corintiano, é um jogador que eu gostaria que continuasse aqui - afirmou Duilio.

Ainda, o mandatário do clube disse não ter aberto conversas para estender o contrato de Gabriel, que termina em dezembro de 2022.

- A gente vem fazendo tudo com muita calma. A gente iniciou as conversas com Cássio e Fagner no fim do ano passado e vem conversando um a um. O Gabriel tem um ano ainda de contrato. Não é muito tempo, mas é um ano. Não temos tanta pressa. Vamos agora analisar essa possibilidade de saída e depois a gente senta e fala sobre renovação - concluiu Duílio ao "ge".

Lance!
Publicidade
Publicidade