0

Gabriel e Ramiro evitam falar em favoritismo na final do Campeonato Paulista

5 ago 2020
10h13
atualizado às 10h13
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Titulares do Corinthians nos últimos jogos, Gabriel e Ramiro projetaram a final do Campeonato Paulista contra o Palmeiras, que será disputada com jogos na quarta-feira e no sábado. De acordo com os atletas do Alvinegro, é difícil apontar favorito em um clássico. Ambos, no entanto, acreditam que a equipe de Tiago Nunes chega forte para a decisão.

Para Ramiro, as equipes chegam para a final em condição de equilíbrio. Ainda assim, o meio-campista ressalta a força do Corinthians, que vem de quatro vitórias consecutivas desde a retomada do futebol.

"Eu acredito que a pressão seja para os dois lados, o Corinthians tem uma grande camisa, o Palmeiras tem uma grande camisa. Em se tratando de clássico e final, é difícil apontar favorito. Eles vêm fazendo um grande trabalho, da mesma forma que a gente vem num crescimento, aliado a bons resultados. Chegamos fortalecidos pela forma como viemos até aqui. Temos 180 minutos para conquistar um título, pode ter certeza que a gente vai brigar bastante, lutar e procurar honrar a camisa do Corinthians da melhor maneira", disse Ramiro.

A projeção de Gabriel para o clássico é semelhante com a de Ramiro. O volante acredita no potencial do Alvinegro, mas nega favoritismo.

"O trabalho está sendo bem feito, estamos numa crescente. Mas questão de favoritismo deixamos mais para a imprensa. Não sei se vai ter 100% de favoritismo de um time ou de outro, até porque é um clássico com duas grandes equipes. Estamos concentrados e focados em fazer nosso papel, apenas jogar futebol e buscar esse título do começo ao fim", afirmou Gabriel.

O volante do Corinthians ainda aproveitou para comentar sobre as estratégias de jogo. De acordo com ele, o Timão vai adotar a postura que for necessária para vencer a partida.

"É tudo característica de jogo, estratégia para poder vencer o adversário. Tem equipes que temos que pressionar, outras esperar atrás da linha da bola. Mas o Corinthians não pode mudar o estilo de jogo dele de acordo com o adversário. Temos que impor nosso ritmo dentro e fora de casa. Vamos ver o que a partida vai nos propor e o que fazer para vencer a partida. Temos de estar concentrados e ter planos para vencer o adversário. Se tiver que passar a linha da bola, vamos passar, se tiver que pressionar, vamos fazer. Depende muito de como a partida se encontra", concluiu Gabriel.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade