PUBLICIDADE
Logo do

Corinthians

Favoritar Time

Fagner busca título inédito no Corinthians e relembra estreia em Copa do Mundo

21 jun 2022 - 23h09
Ver comentários
Publicidade

O lateral-direito Fagner entrou já na parte final da vitória por 1 a 0 contra o Goiás, no último domingo, mas isso aumentou a esperança dos torcedores do Corinthians de que ele possa atuar por mais tempo ou até seja titular diante do Santos, nesta quarta-feira, pela ida das oitavas da Copa do Brasil, na Neo Química Arena.

O jogador ficou de fora de 11 partidas do clube por conta de uma entorse no tornozelo. Para adquirir confiança, entrou já no final do segundo tempo no compromisso passado e, agora, surge como opção na posição, ao lado de Rafael Ramos e João Pedro.

De volta, ele projetou o clássico pela Copa do Brasil, competição que ainda não venceu com a camisa do clube - Fagner já foi campeão com o Vasco, em 2011.

"É um torneio que eu almejo ganhar pelo Corinthians, pois vi grandes times da história do clube conquistando, então espero também poder deixar meu nome marcado com uma conquista dessas. A Copa do Brasil sempre foi difícil e agora está ainda mais, com duelos mata-mata complicados desde as fases iniciais e, principalmente, agora, que vai afunilando", iniciou sobre o assunto.

"Teremos pela frente um clássico, não há favorito, então vamos nos concentrar ao máximo e correr em dobro para começarmos bem esse confronto", falou - vale lembrar que a volta do duelo acontecerá na Vila Belmiro, em 13 de julho.

Esta quarta-feira, além do importante clássico, também marcará Fagner por outro motivo. Em 22 de junho de 2018, Fagner fez sua estreia com a camisa da Seleção Brasileira na Copa do Mundo da Rússia.

A vitória por 2 a 0 sobre a Costa Rica foi o primeiro dos quatro duelos do jogador corintiano naquele Mundial - aliás, ele ainda pensa em uma vaga na Copa do Catar, no final do ano.

"É algo inesquecível, que ficará marcado para sempre na memória e que sempre penso com muito carinho. É a maior realização de um jogador profissional, poder representar seu país numa Copa… Tinha muita gente torcendo e mandando forças, realmente foi um dia especial e só tenho a agradecer aos meus familiares, amigos e todos do Corinthians também que me ajudaram a alcançar esse objetivo na minha vida", finalizou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade