2 eventos ao vivo

Empolgado, Fábio Santos promete ajudar a mudar 'rápido' a situação do Corinthians

Lateral-esquerdo foi apresentado oficialmente nesta terça-feira após acertar o retorno ao clube

20 out 2020
19h50
atualizado às 20h49
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O lateral-esquerdo Fábio Santos está empolgado com a volta ao Corinthians após quase cinco anos. Cheio de disposição, não vê a hora de entrar em campo para tirar o time da situação de risco no Brasileirão. Com somente 18 pontos, o Corinthians é o primeiro time fora da zona de rebaixamento. Está somente a dois da degola.

"E gratificante voltar para onde você é querido e importante. Vivi momentos maravilhosos aqui, e se depender da minha empolgação, as coisas vão mudar o quanto antes", garantiu o lateral, em sua apresentação oficial, nesta terça-feira. "Temos de sair rápido para buscar coisas maiores."

Sem se considerar um ídolo, apesar dos títulos da Libertadores e Mundial, o jogador diz que tem muito para ajudar. Também no vestiário, com uma carga muito pesada segundo sua avaliação.

"É um pacote que sempre demonstrei durante toda minha carreira, uma coisa minha de ter opinião, de poder ajudar no vestiário", falou. "Chego para dividir a responsabilidade, empolgado para a função não apenas fora, como dentro do campo. Apesar 35 anos, me sinto muito bem fisicamente, preparado para ajudar muito dentro de campo, também auxiliando os meninos e fortalecendo o vestiário", acrescentou.

Fábio Santos garante que se o técnico Vágner Mancini precisar, ele já joga diante do Vasco, nesta quarta-feira. Desde que esteja regularizado na CBF. "Eu, na verdade, sempre amei e amo o que faço. Valorizo cada treino, cada jogo. Amo jogar futebol e procuro desfrutar. Por isso sempre me cuidei bastante", enfatizou, sobre o bom preparo físico. "A posição exige isso. Nas últimas quatro temporadas com o Atlético-MG, passei sem lesão. Foram acima de 50, 60 jogos por temporada", disse. "Me sinto muito bem. Aos 35 anos, existe um pré conceito, mas têm de julgar a performance. Estou preparado e quero ajudar o quanto antes dentro de campo."

O jogador conversou com o goleiro Cássio e garantiu que vai ajudá-lo a suportar as críticas individuais de alguns torcedores. "Falar bem do Cássio e chover no molhado. A história dele, o mais vitorioso no clube, ídolo a todos nós... Mas conforme o seu tamanho num clube, maior a pressão. Estamos acostumados, é uma coisa natural no Corinthians. Foi um desabafo de quem quer ganhar, conquistar títulos, e não está acostumado com cobranças individuais. A gente vai se acertar e a idolatria dele vai voltar pelo que ele fez por merecer."

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade