PUBLICIDADE
Logo do

Corinthians

Meu time

Corinthians ganha peças de ataque e pode, finalmente, ver setor mudar de patamar

Com as chegadas de Giuliano e Renato Augusto, além da recuperação de Gustavo Mantuan, Timão encorpa setor ofensivo, que vem sendo um incômodo nos últimos tempos

29 jul 2021 07h02
ver comentários
Publicidade

Se tem algo que incomoda o torcedor do Corinthians nos últimos anos, sem dúvidas é o setor ofensivo. Enquanto a defesa se mostra algo mais sólido, mesmo em momentos de baixa, o ataque não se firma e mostra dificuldades para ameaçar os adversários. No entanto, esses dias de insatisfação parecem próximos do fim com as chegadas de reforços e a recuperação de Mantuan.

Reforços vão mudar o patamar do setor ofensivo do Corinthians (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)
Reforços vão mudar o patamar do setor ofensivo do Corinthians (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)
Foto: Lance!

TABELA

GALERIA

Contratados recentemente, Giuliano e Renato Augusto são meio-campistas de origem, mas ambos são doados de qualidade ofensiva, se não para marcar gols, criam as possibilidades para os companheiros mais à frente. Essas adições ao elenco, certamente elevam o patamar do que Sylvinho tem nas mãos. Não é exagero dizer, aliás, que são os melhores para o setor desde o ano de 2015.

Naquela temporada, com Renato no time, o Alvinegro conquisto o Brasileirão de forma contundente e com números bem expressivos de ataque, marcando 71 gols na campanha. Somando todos os jogos do ano, a equipe terminou com uma média de 1,75 gol por partida, algo que se tornou uma marca bem distante desde então, com índices bastante modestos, que exemplificam as dificuldades que o setor ofensivo passou nesse período de quase seis anos.

A dupla recém-contratada vai se juntar a destaques atuais do elenco, como Gustavo Mosquito, que é o melhor jogador corintiano da temporada e tem crescido como peça importante, e Jô, que reconhecidamente é um grande centroavante e ídolo da Fiel. No entanto, não há parceiros do nível de Giuliano e Renato Augusto, que certamente vão abastecer seus companheiros, assim como darão suporte a mais um extra classe, que é o lateral-direito Fagner.

Além disso, o jovem Gustavo Mantuan, recuperado de cirurgia no joelho, já está em fase final de transição física e muito em breve estará disponível para Sylvinho, com potencial para assumir um papel importante na equipe, uma vez que é um jogador com características diferentes daquelas apresentadas pelos demais. Sem contar o cartão de visitas que deixou antes de sofrer a lesão.

Mas os reforços não devem parar por aí. A diretoria ainda busca nomes para o ataque, sendo o principal deles o de Roger Guedes, que busca sua rescisão contratual com o Shandong Luneng, da China. Se conseguir, deve assinar com o Timão, clube com o qual seu estafe já acertou bases para um futuro acerto. Vale destacar que, publicamente, os dirigentes negam o negócio fechado.

Confira a média de gols do Corinthians por temporada desde 2015:

2015 - 1,75 gol por jogo

2016 - 1,51 gol por jogo

2017 - 1,26 gol por jogo

2018 - 1,08 gol por jogo

2019 - 1,11 gol por jogo

2020 - 1,16 gol por jogo

2021 - 1,30 gol por jogo

Lance!
Publicidade
Publicidade