0

Corinthians encerra preparação para o Derby sem revelar escalação

1 fev 2019
11h39
atualizado às 12h27
  • separator
  • comentários

O Corinthians está pronto para o Derby desse sábado, marcado para às 17h (de Brasília), no Allianz Parque. O primeiro embate com o Palmeiras será uma verdadeira prova de fogo para Fábio Carille e seu elenco, que ainda buscam ajustes e uma formação ideal. Até agora, a equipe conquistou apenas uma vitória na temporada.

O último treino aconteceu na manhã dessa sexta-feira, debaixo de um sol forte, no CT Joaquim Grava. Assim, como Felipão do outro lado, o comandante corintiano não confirmou os 11 titulares.

Depois de um leve aquecimento, Carille separou um grupo de 16 jogadores para um trabalho especial. Foram eles: Cássio, Fagner, Henrique, Manoel, Danilo Avelar, Ralf, Richard, Ramiro, Jadson, Araos, Mateus Vital, Sornoza, Vagner Love, Gustagol e Boselli.

O restante fez uma atividade com bola no campo anexo. Assim, ao menos Carille deu a entender que jogadores como Léo Santos, Pedro Henrique, Marllon, André Luis e Thiaguinho não fazem parte dos planos iniciais para o clássico.

A dois campos de distância da área onde os profissionais imprensa foram autorizados a ficar para acompanhar o treino, Carille orientou, posicionou e deu ênfase às bolas paradas e finalizações. A escalação, de fato, não foi possível distinguir.

Especial com Ramiro: O dono do GPS

Freguês? Corinthians pode igualar Palmeiras no Derby segundo as próprias contas

As maiores dúvidas estão nas beiradas e na função do segundo homem de meio-campo, isso porque Ramiro pode ser utilizado nos dois setores e ainda não houve quem assumisse de vez a titularidade pela esquerda.

Os que aparentemente estão garantidos são: Cássio, Fagner, Henrique, Manoel, Avelar, Ralf, Ramiro, Jadson e Gustagol. O que leva a crer que pelo menos duas posições do time estão abertas, por ora.

Vagner Love, agora regularizado e inscrito, tem chance de ser a resposta para uma dessas dúvidas. O atacante de 34 anos estava em intertemporada na Europa e, por isso, está com a condição física em dia. A falta de entrosamento é o único empecilho, na teoria.

Com o mistério montado, o Corinthians agora segue em regime de concentração até a bola rolar. Apenas cerca de uma hora e meia antes do clássico é que descobriremos a estratégia de Fábio Carille para espantar a má fase alvinegra nesse início de ano.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade