PUBLICIDADE
Logo do

Corinthians

Favoritar Time

Contra o Flamengo, Vítor Pereira tem 'prova de fogo' para consolidar mudanças no Corinthians

Treinador do Timão precisa conciliar a chegada dos novos reforços com o retorno dos atletas lesionados no jogo de ida das quartas de final da Libertadores

2 ago 2022 - 06h42
(atualizado às 10h26)
Ver comentários
Publicidade

Quase um mês após se enfrentarem no Campeonato Brasileiro, Corinthians e Flamengo se cruzam mais uma vez na temporada, dessa vez pelo jogo de ida das quartas de final da Libertadores. A partida na competição nacional ficou marcada pelo gol contra de Rodinei, a expulsão de Vítor Pereira no primeiro tempo e as defesas de Cássio

Vítor à beira do gramado contra o Flamengo no Brasileirão (Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians)
Vítor à beira do gramado contra o Flamengo no Brasileirão (Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians)
Foto: Lance!

O goleiro corintiano é o principal jogador do Timão na temporada e tem excelente retrospecto nas últimas oito partidas em Itaquera. Ele sofreu apenas um gol e realizou 15 defesas, sendo oito delas consideradas difíceis pelo Footstats.

No jogo válido pela 16ª rodada do Brasileirão, Cássio fez ao menos três grandes intervenções em chutes de Vitinho, Gabigol e Victor Hugo.

Um dos diferenciais para o Corinthians no duelo desta terça-feira é o retorno dos jogadores lesionados. Na vitória por 1 a 0 sobre o time da Gávea, Vítor Pereira tinha oito jogadores entregues ao departamento médico. Três deles (Fagner, Maycon e Willian) retornaram há algumas semanas e devem ser titulares para o primeiro jogo na Libertadores.

Apenas Raul Gustavo (transição física), Renato Augusto (treino parcial) e Paulinho (ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo) devem ficar de fora por problemas físicos.

A partida contra o Rubro-Negro também pode consolidar o resgaste de um futebol mais vistoso e menos pragmático praticado pela equipe de Vítor Pereira. Nos primeiros meses do treinador português no Parque São Jorge, seu time conseguiu impor um estilo de jogo com mais posse de bola e imposição na pressão pós-perda.

Contudo, ele acabou vendo diversos jogadores se lesionarem durante o mês de maio e junho, e recorreu a uma estratégia mais defensiva, montando nesse período uma linha de cinco na defesa.

Após a classificação na Copa do Brasil, contra o Santos, Vítor Pereira deixou claro que com a volta dos lesionados e os novos reforços, gostaria de ver sua equipe novamente sendo protagonista nas partidas.

- Acredito que, com a vinda de mais jogadores, vamos ter mais soluções e, assim, a gestão física pode ser melhor. São jogadores com qualidade técnica e vão dar uma dinâmica, maior qualidade técnica e dinâmica do ponto de vista ofensivo, ter mais bola. Eu não sou um treinador que gosto de ver a outra equipe com bola e a nossa não, não é um jogo que me entusiasma, mas foi um jogo que fomos obrigados a fazer para dar resposta nesta sequência de jogos - disse Vítor na coletiva após o jogo na Vila Belmiro.

O treinador português ainda não perdeu jogando na Neo Química Arena e ganhou novas armas nos três setores (Balbuena, Fausto Vera e Yuri Alberto). Apesar da declaração após a classificação na Copa do Brasil, Vítor Pereira ainda não conseguiu fazer seu time voltar a ser protagonista nas partidas e tem 'quebrado a cabeça' para fazer a equipe render com a chegada dos novos jogadores.

No outro lado, o Flamengo chega embalado com cinco vitórias nos últimos seis jogos e, ao contrário da partida válida pela décima sexta rodada do Brasileirão, virá com força máxima para Itaquera.

Lance!
Publicidade
Publicidade