0

Com famosos do esporte, Ginásio do Pacaembu vira arquibancada na final da Liga dos Campeões

Torcedores se reuniram para assistir a decisão entre Liverpool e Tottenham. Entre eles, o corintiano Danilo Avelar, o ex-jogador Zé Roberto e a medalhista olímpica Maurren Maggi

1 jun 2019
21h55
atualizado às 21h55
  • separator
  • comentários

A decisão da Liga dos Campeões é um grande evento em todo o mundo e no Brasil, se tornou mais um grande negócio e sucesso para as empresas. O Ginásio do Pacaembu recebeu neste sábado cerca de 1.800 torcedores que vibraram, vaiaram e assistiram a vitória do Liverpool por 2 a 0 sobre o Tottenham em um evento que não faltaram música, bebida, comida e, claro, futebol. Até personalidades do esporte marcaram presença no local. O jogador do Corinthians, Danilo Avelar, a ex-saltadora Maurren Maggi e o ex-jogador Zé Roberto foram alguns dos destaques.

Entre milhares de torcedores, um deles sabe bem o que é estar em campo em uma decisão. O lateral-esquerdo Danilo Avelar, do Corinthians, foi uma das personalidades presentes no ginásio e deixou claro que esperava mais da partida.

"Final de Champions ninguém quer arriscar tanto. Normal que os jogadores se sintam mais apreensivos e arrisquem menos, mas poderíamos ter um espetáculo um pouco melhor. Nos últimos 20 minutos, o Tottenham arriscou um pouco mais e deixou o jogo melhor, mas o Liverpool mereceu a vitória", analisou o jogador, que aproveitou o fato do Corinthians não jogar neste final de semana e foi assistir ao jogo no ginásio.

Outra personalidade presente no evento, Maurren Maggi, medalha de ouro no salto em distância nos Jogos de Pequim em 2008 já teve uma visão um pouco diferente. "Eu gostei. Não foi um jogo maravilhoso e poderia ter sido melhor, mas até que foi um bom jogo", analisou a ex-saltadora.

O evento foi organizado pela Heineken e teve a presença de DJ e da Orquestra Jabaquara, que animou os torcedores entre o intervalo do jogo e após o apito final. Durante o jogo, a maior parte dos torcedores presentes estava favorável ao Liverpool.

Quando Salah abriu o placar, o ginásio "explodiu" de emoção e os torcedores pareciam estar na arquibancada do Wanda Metropolitano, em Madri. O local contou com um telão em alta definição com duas faces de 26 x 4 metros.

Avelar destacou que esperava ver o Tottenham surpreendendo novamente, como fez na semifinal contra o Ajax. "Eu estava em dúvida sobre quem venceria, até pela semifinal que o Tottenham fez. Pelo que ele apresentou na semifinal, eu achei que poderia surpreender na final também", avaliou o corintiano, que elegeu o sul-coreano Son, do Tottenham, como o melhor em campo. "Ele brigou, tentou e foi um dos que errou menos", justificou.

Maurren estava dividida entre torcedor pelo amigo Lucas ou pelos brasileiros Alisson e Firmino. "O Lucas arrasou na semifinal e eu estava torcendo por ele, mas eu também torci pelo Liverpool, porque é um time muito bom e tem o Alisson e o Firmino, que são bons jogadores", disse a medalhista olímpica.

Estadão
  • separator
  • comentários
publicidade