4 eventos ao vivo

Cinco meses depois, Gabriel tem maratona de jogos pela frente no Corinthians

22 jul 2019
06h23
atualizado às 06h23
  • separator
  • 0
  • comentários

O volante Gabriel atuou em apenas um jogo do Corinthians até a parada para a Copa América, passou dois meses em recuperação de lesão e parecia destinado a apenas ajudar o clube em situações pontuais em 2019, mas a trajetória mudou completamente nesta semana. Depois de jogar metade dos amistosos e entrar contra o CSA, ele iniciou no último domingo uma sequência de sete jogos em 22 dias pelo Alvinegro.

Com a lesão de Ralf, titular da posição que vai ficar até um mês parado por causa de um problema muscular na coxa direita, ele é a única opção de volante marcador para a sequência que começou contra o Flamengo, no domingo, e vai até o embate diante do Internacional, no dia 11 de agosto, em Porto Alegre.

No meio dos dois duelos, o Alvinegro encara dois jogos pela Copa Sul-Americana, contra o Montevideo Wanderers, pelas oitavas de final do torneio, e três duelos no Campeonato Brasileiro, contra o Fortaleza, o Palmeiras e o Goiás, em duelo adiado da sétima rodada do torneio.

"Eu me senti bem, fisicamente muito bem. Até comentei com os preparadores que se me deixassem eu estaria jogando até agora, porque me senti bem", disse o camisa 5, que se vê em plena condição de encarar a série incomum de jogos para a sua temporada de 2019.

"A gente tem que estar preparado para todas as situações. É lógico que eu não queria que viesse a lesão do Ralf, mas faz parte do nosso meio, nós somos atletas e estamos sujeitos a isso", avaliou o jogador, bancado pelo técnico Fábio Carille no setor na ausência do companheiro.

"A gente está equilibrando demais o grupo, tira o Ralf, põe o Gabriel e vai bem. Tem tempo para isso, tempo para o Gabriel jogar, aí a gente pensa o que é melhor para o Corinthians", concluiu o treinador.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade