8 eventos ao vivo

Cássio se apresenta à seleção e Corinthians fica com quatro desfalques

Goleiro viajou direto do Rio para Brasília e ficará no banco de reservas no amistoso do Brasil nesta quarta-feira contra o Catar

5 jun 2019
04h43
  • separator
  • 0
  • comentários

O goleiro Cássio, o lateral-direito Fagner e os meia atacantes Mateus Vital e Pedrinho serão as baixas do Corinthians para os dois jogos que faltam até a pausa da Copa América - contra Cruzeiro e Santos, ambos fora de casa pelo Brasileirão. Os dois primeiros estão na seleção principal e os outros dois na equipe olímpica que disputa o Torneio de Toulon.

Fagner, que foi vetado do duelo com o Flamengo por causa de uma lesão muscular, se apresentou ao técnico Tite na terça-feira e realizará exames para saber se terá condições de defender o Brasil no torneio continental.

A ausência do jogador foi sentida na derrota por 1 a 0 para o Flamengo. Com Michel Macedo em seu lugar, o Corinthians perdeu força ofensiva. Carille tentou justificar o motivo de não ter poupado o lateral na partida contra o Deportivo Lara na Venezuela, quando Fagner já vinha desgastado fisicamente, e deixou o campo machucado.

"Os exames não apontaram nada, o atleta não passou nada para nós de qualquer problema. Aconteceu com ele, poderia ser como qualquer um (a lesão muscular na coxa esquerda). Grupo é isso. A gente não sabe, já não é a primeira vez que jogadores que vêm se destacando ficam fora em momentos importante. Mas se a gente tivesse algum risco lá, com certeza eu teria poupado. Mas o relato dele, e os números, não mostraram nenhum risco"

Cássio viajou direto do Rio para Brasília e já deverá ficar no banco de reservas no amistoso desta noite contra o Catar no estádio Mané Garrincha. O goleiro teve boa atuação contra o Flamengo e fez ao menos duas boas defesas. "De repente vai ter um pouco de cansaço no primeiro dia. Mas vou descansar depois, me recuperar e ficar à disposição. Só de integrar a seleção é uma grande satisfação", disse o goleiro corintiano.

Carille comentou sobre a situação de Pedrinho e Vital e acha que o Corinthians agiu certo em não pedir a liberação. "A gente não pode ficar vetando jogadores para Seleção. Quando convoca os melhores que o técnico acha, os clubes começam a barrar. Não acho certo. Mas não temos que lamentar. Eu sabia do meu grupo, sabia dos problemas, sabíamos que falta, mas não temos que lamentar, estava tudo dentro da programação", disse o treinador.

Pedrinho marcou na vitória do Brasil por 4 a 0 sobre a Guatemala no Torneio de Toulon. Bruno Tabata, Wendel e Douglas fizeram os outros gols. Vital ficou no banco de reservas e não entrou no jogo. A equipe olímpica volta a campo nesta quarta-feira para enfrentar a França.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade