PUBLICIDADE
Logo do

Corinthians

Favoritar Time

Cássio recorda ameaças, mas deixa no passado: "Ninguém merece passar por isso"

20 mai 2022 21h41
ver comentários
Publicidade

Um dos principais jogadores e líderes do elenco do Corinthians, o goleiro Cássio concedeu entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira, no CT Dr. Joaquim Grava. O arqueiro comentou as ameaças sofridas por ele e sua esposa e recordou outros companheiros que passaram por situações semelhantes, como o meia Edenilson, do Internacional, e o lateral Jorge, do Palmeiras.

"Sobre as ameaças, não desejo para ninguém, para a esposa de ninguém. Não desejo para as mães também, a minha não recebeu coisas nada legais, a terapeuta das minhas filhas. Mandamos para a polícia e eles foram atrás de todos. Edenilson passou por isso, jogador do Palmeiras também (Jorge). Parabenizar o presidente do Corinthians, que se manifestou e se posicionou sobre isso. Para algumas pessoas não ficou legal, mas para quem sofreu isso, foi muito gratificante", afirmou o jogador.

Apesar de ter lamentado o episódio, o jogador, que é um dos maiores ídolos do clube, deixou o fato no passado e afirmou não ter medo de seguir sua rotina em meio a uma possível nova ameaça.

"O nosso clube não condiz com isso, não desejo para ninguém mesmo. Agradeço aos companheiros e todas as pessoas que trabalham aqui. É seguir em frente, tentar dar suporte, e o Corinthians deu muito. mas é um fato que já passou. Outros clubes têm se posicionado contra isso, mas nós, jogadores, temos que nos unir mais sobre esse sentido, porque não pode ser normal. Espero que não aconteça mais. Não tenho medo de sair em São Paulo ou viver o dia a dia com a minha família, mas fiquei muito chateado e frustrado naquele momento, não por ser comigo, mas porque ninguém merece passar pelo que minha família passou", disse.

Cássio se referiu ao ocorrido de abril deste ano. Após responder uma mensagem de um torcedor, Janara Sackl, esposa do atleta, foi ameaçada com fotos e áudios de um perfil no Instagram, que chegaram até o goleiro por meio do personal trainer de Janara. Em uma das mensagens, um revólver e balas aparecem em cima da camisa do Corinthians.

Depois da fase conturbada, o arqueiro deu a volta por cima e vive um de seus melhores momentos na temporada, com defesas em pênaltis e em outros momentos cruciais das partidas.

O Corinthians, agora, se prepara para enfrentar o São Paulo, neste domingo, às 16 horas (de Brasília), em Majestoso a ser disputado na Neo Química Arena - o Tricolor nunca venceu por lá. O duelo vale a liderança do Brasileirão, já que o Timão é o primeiro colocado, com 13 pontos, e o rival é o terceiro, com 11. O Atlético-MG, que está na segunda colocação, já tem sete jogos disputados

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade