PUBLICIDADE
Logo do

Corinthians

Meu time

Cantillo fala de sua boa fase no Corinthians e da importância de Sylvinho: 'Deu confiança'

Colombiano foi entrevistado pela TV oficial do clube e comentou quais são as suas referências na posição, além de explicar de onde vem o seu dom para lançamentos

16 jun 2021 09h02
ver comentários
Publicidade

Sylvinho tem apenas cinco jogos no comando do Corinthians e ainda há pouco a se analisar sobre essa passagem, mas um dos fatores que já possível perceber é a evolução do futebol de Cantillo, que tem recebido um tratamento especial do treinador. O colombiano falou da importância do novo técnico em na retomada da boa fase e ainda elencou as suas referências na posição.

TABELA

GALERIA

Em entrevista para a TV oficial do clube, o volante comentou o bom momento que vive no Timão e como tem tentado colocar o clube de volta na posição em que merece estar: no topo da tabela de classificação do campeonato.

- Creio que estou vivendo um bom momento, mas é seguir com confiança, seguir ajudando a equipe com o objetivo que temos. O Corinthians merece estar na parte de cima da tabela, pelo que representa para todo mundo.

E essa confiança que ele citou vem justamente de Sylvinho, que o colocou para atuar como primeiro volante, mas com um esquema especial para protegê-lo, escalando outros dois atletas de mais marcação, como Gabriel e Roni, para dar sustentação ao colombiano em sua função de criação no meio-campo.

- O treinador chegou com uma ideia nova, botou confiança em mim nessas duas, três partidas, que me ajudou muito a subir o nível. Queremos seguir ajudando a equipe, que é a única coisa que importa - disse antes de completar:

- O treinador me posicionou como primeiro volante e com o professor Mancini eu já havia jogador várias partidas assim, agora ele me deu a confiança de jogar ali e esperamos ajudar a equipe.

Sobre essa facilidade para construir o jogo na posição de primeiro volante, especialmente como sua marca registrada, o lançamento, Cantillo descartou que seja algo natural, mas sim fruto de muito treinamento desde pequeno.

- Tudo precisa de treino, mas foi uma característica minha desde pequeno. Sempre foi treinamento e graças a Deus e algo que me ajuda muito.

Além dos treinamentos, Cantillo pegou como referência grandes jogadores de sua posição e citou dois deles como os principais: Sergio Busquets, do Barcelona e da seleção da Espanha, quem ele considera o melhor jogador do mundo, e o compatriota Alexander Mejía, atualmente no Libertad-PAR, mas campeão da Libertadores pelo Atlético Nacional-COL, em 2016.

- Tem muitos jogadores que eu admirava. Eu via o Sergio Busquets, que para mim é o melhor jogador do mundo, e uma inspiração para mim. Quando eu era pequeno tinha o Ale Mejía, que jogava no Atlético Nacional, foi campeão da Libertadores, admirava muito. É um grande jogador - concluiu.

Cantillo deve ser novamente titular nesta quarta-feira, diante do Red Bull Bragantino, às 20h30, na Neo Química Arena, pela quarta rodada do Brasileirão-2021. O Timão ocupa a 10 posição na tabela do campeonato.

Cantillo vive boa fase no Timão (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)
Cantillo vive boa fase no Timão (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)
Foto: Lance!
Lance!
Publicidade
Publicidade