0

Boselli diz que Coelho pediu para o Corinthians ser mais ofensivo

Atacante marcou dois gols na vitória sobre o Fortaleza por 3 a 2 na Arena em Itaquera

6 nov 2019
23h01
atualizado às 23h10
  • separator
  • 0
  • comentários

Autor de dois gols na vitória do Corinthians por 3 a 2 sobre o Fortaleza, o centroavante argentino Mauro Boselli contou que o técnico interino Dyego Coelho pediu para o time ser mais ofensivo. Coelho assumiu o comando da equipe na segunda-feira, após a demissão de Fábio Carille.

"Era fundamental (a vitória), não vínhamos jogando bem. Temos que ganhar em casa se quisermos nos classificar para a Libertadores. Acreditamos que a nossa equipe pode ser muito melhor. É pouco tempo de trabalho. Ele falou que temos que jogar com a mentalidade de ir para frente, ainda mais jogando em casa. Vamos ganhar muito mais do que perder se jogarmos assim", afirmou Boselli.

"Tentamos fazer pressão alta, pressionar o rival e deu resultado. Ficamos um pouco expostos e contra um Fortaleza bem treinado pode tomar gols, mas fizemos três, essa tem que ser a atitude, ainda mais em casa, contra qualquer adversário", acrescentou o argentino.

Boselli ainda evitou a falar sobre o técnico Fábio Carille, demitido pelo Corinthians no último domingo. No entanto, o atacante admitiu que prefere atuar em uma equipe mais ofensiva.

"O Corinthians tem que fazer o que fez hoje em campo. Se pode perder, mas prefiro perder jogando desta maneira, e foi o que disse o Coelho. Jogador gosta de ouvir a verdade e hoje vimos essa atitude em campo", disse.

O Corinthians não vencia havia oito jogos. Ao ganhar do Fortaleza, o time voltou para a zona de classificação para a próxima Copa Libertadores da América, mas ainda pode ser ultrapassado pelo Internacional nesta quinta-feira.

Na próxima rodada, o Corinthians enfrentará o Palmeiras no sábado, às 19h. O clássico será realizado no Pacaembu, porque o Allianz Parque receberá um festival de música.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade