0

Barrios explica queda de rendimento de Luan, mas torce por sua recuperação no Timão

13 mai 2020
20h09
atualizado às 20h09
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Desde que se consagrou o melhor jogador da América do Sul em 2017, Luan ainda não conseguiu desempenhar o mesmo futebol. Tanto em 2018 quanto em 2019 pouco jogou pelo Grêmio e acabou sendo liberado para assinar com o Corinthians. No Timão, ainda teve poucas chances, já que os campeonatos foram paralisados por conta da Covid-19, mas nas 12 partidas em que esteve em campo, já ouviu críticas.

O seu companheiro de ataque no título da Libertadores de 2017, Lucas Barrios, revelou alguns bastidores daquela conquista nesta quarta-feira e afirmou que o brasileiro jogou no sacrifício naquele ano, o que acarretou no seu desempenho na temporadas seguintes.

Barrios e Luan treinando juntos no Grêmio (Foto: Divulgação/Lucas Uebel)
Barrios e Luan treinando juntos no Grêmio (Foto: Divulgação/Lucas Uebel)
Foto: Gazeta Esportiva

"Quando a gente estava brigando pela Libertadores, ele tinha um problema na planta do pé, sentia muita dor, mas jogava igual. Isso muitas vezes a torcida não sabe. A gente via o esforço dele, e por isso que ele conquistou tudo isso em 2017 também. Todo esforço que ele fez valeu a pena, mas foi por isso que ele não conseguiu se manter em 2018, porque ele fez tanto esforço que chega um momento que você vai parar", disse o atacante à Fox Sports.

Entretanto, o ex-palmeirense acredita no potencial do camisa sete e torce para que ele se recupere no clube do Parque São Jorge.

"Ele é muito inteligente, sempre ocupando as posições do campo. Ele parece um pouco devagar, mas é o cara que mais corre no time. A gente via os números dele e ele corria acima da média.  Como jogador e como pessoa é extraordinário. Tomara que ele de certo no Corinthians agora, porque se ele está bem ele é um cara diferenciado", completou.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade