7 eventos ao vivo
Logo do Corinthians
Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians

Corinthians

Após 5 meses, Vilson volta a treinar com bola e vira opção na zaga

9 ago 2017
13h21
atualizado às 13h21
  • separator
  • comentários

O zagueiro Vilson já era ausência certa nos treinos do Corinthians há pouco mais de 5 meses, devido a uma artroscopia no joelho esquerdo realizada ainda em março. Com recuperação bastante demorada e algumas complicações na hora de voltar a receber a carga de treinos de um atleta profissional, ele trabalhou com bola pela primeira vez desde a cirurgia na manhã desta quarta-feira, no CT Joaquim Grava.

Animado, o defensor foi um dos primeiros a aparecer no gramado, procurando desde o começo um contato rápido com a bola, fosse em passes curtos com os companheiros, fosse em algumas embaixadinhas. Parado em meio a academia e idas ao laboratório R9, ele se empolgou ainda mais ao receber o colete azul, que indicava participação na atividade em campo reduzido, com toques curtos para sair da pressão.

Claramente fora de ritmo, Vilson fez o papel de curinga, atuando para os times que tinha a posse de bola, mas demorou a se encaixar. Após perder algumas bolas, seu primeiro teste foi em uma dividida com Maycon, que passou sem sustos para o local da lesão. No fim, a confiança aumentou de tal jeito que ele tentou dar um drible por entre as pernas de Léo Príncipe, mas foi desarmado e arrancou algumas risadas.

Assim que o técnico Fábio Carille separou as equipes para irem ao campo vizinho na disputa de um treino técnico-tático, porém, ele foi liberado para finalizar sua movimentação na academia, não sem antes receber afagos de alguns amigos que estavam lá para acompanhá-lo. Um deles, por sinal, estava trajado com a camisa de número 15, com o nome de Vilson às costas, e ficou contente ao ver o colega nos gramados.

Com 23 jogos e um gol defendendo o Corinthians, o zagueiro só atuou nos três amistosos da pré-temporada, contra Vasco e São Paulo, na Copa Flórida, e diante da Ferroviária, na apresentação do elenco à torcida, em Itaquera. Na sua ausência, Carille pediu a chegada de mais um nome para o setor e o Timão avançou na busca por Emerson Santos, do Botafogo, mas nada foi concretizado ainda.

Atualmente, o treinador tem como opções saudáveis para o setor Balbuena, Léo Santos e Pedro Henrique. Pablo, que foi titular desde que chegou, se recupera de uma lesão na coxa direita e só deve voltar a jogar em setembro. Até lá, é provável que Vilson também já tenha retomado o condicionamento e fique disponível para atuar.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade