PUBLICIDADE

Com Biles fora, EUA perdem ouro para russas

Estrela americana errou no aparelho de estreia e foi substituída

27 jul 2021 11h13
| atualizado às 11h28
ver comentários
Publicidade

A Rússia quebrou a hegemonia dos Estados Unidos e faturou a medalha de ouro na ginástica artística feminina nos Jogos Olímpicos de Tóquio, no Japão. A decisão ficou marcada pelo drama vivido por Simone Biles, maior nome da modalidade e uma das principais estrelas da atual edição do megaevento esportivo.

A norte-americana abandonou a final por equipes após uma apresentação ruim em seu primeiro aparelho, o salto. A saída de Biles pegou todos de surpresa, já que ela não sofreu nenhuma lesão aparente.

Em um comunicado, a Federação de Ginástica dos Estados Unidos revelou que a atleta deixou a decisão por motivos médicos e que ela será avaliada para as próximas finais da modalidade. Biles conquistou quatro medalhas de ouro e uma de bronze nas Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro.

Na reserva, Biles torceu bastante pelas suas companheiras de equipe, mas as norte-americanas não conseguiram superar as russas e ficaram com a medalha de prata.

A equipe feminina do Comitê Olímpico Russo, formada por Angelina Melnikova, Viktoriia Listunova, Vladislava Urazova e Liliia Akhaimova, somou 169,528 pontos para ficar com o ouro, mais de três na frente do time dos Estados Unidos, composto pelas atletas Jordan Chiles, Grace McCallum, Sunisa Lee e Biles.

A Rússia, que quebrou a sequência de dois ouros olímpicos dos Estados Unidos na ginástica por equipes, conquistou sua 18ª medalha em Tóquio e o sétimo ouro.

A Itália, que travou contra as britânicas (164,096 pontos) uma intensa briga pelo bronze, terminou na quarta colocação da prova, com 163,638 pontos. .

Ansa - Brasil   
Publicidade
Publicidade