0

Sobrevivente de tragédia da Chape, aeromoça afirma que voltará a voar

20 jul 2019
16h17
atualizado às 16h17
  • separator
  • 0
  • comentários

Ximena Suárez postou fotos com o uniforme da companhia aérea Amaszonas (Foto: Reprodução/Facebook)

A boliviana Ximena Suárez, aeromoça e uma dos seis sobreviventes da queda do avião da LaMia na Colômbia, que deixou 71 mortos em 2016, incluindo grande parte do elenco da Chapecoense, declarou que voltará a voar em breve.

Em publicação no Facebook, Suárez escreveu a legenda "Voltando! Treinamento!", junto a três fotos. Nas imagens, ela aparece ao lado de um piloto e outras aeromoças da companhia aérea boliviana Amaszonas, que ainda não comentou o conteúdo do post.

Mãe solteira de dois meninos, Ximena Suárez sobreviveu ao acidente do pequeno avião Avro RJ85 da LaMia, no qual viajava como comissária de bordo. Além dela, apenas outras cinco pessoas saíram com vida: os jogadores Jackson Follman, Alan Ruschel e Neto, o mecânico Erwin Tumiri e o jornalista Rafael Henzel, que veio a falecer em março deste ano, por conta de um infarto enquanto jogava futebol.

A queda da aeronave vitimou 19 jogadores da Chapecoense, além de diretores do clube e jornalistas brasileiros que estavam a caminho de Medellín, onde seria disputada a primeira partida da final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional. Ao todo, o acidente deixou 71 mortos entre as 77 pessoas a bordo.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade