PUBLICIDADE
Logo do

Ceará

Favoritar Time

'Tivemos personalidade e tranquilidade', destacou técnico do Ceará sobre virada

Vozão saiu atrás do marcador contra o The Strongest e conseguiu vantagem nas oitavas da Sul-Americana

30 jun 2022 - 11h46
Ver comentários
Publicidade

Tendo superado o The Strongest e também os efeitos da altitude de La Paz na última quarta-feira (29), o técnico Marquinhos Santos avaliou de maneira extremamente positiva o comportamento da equipe do Ceará no primeiro confronto das oitavas de final da Sul-Americana.

Foto: Reprodução/Tarla Wolski/Ceará SC
Foto: Reprodução/Tarla Wolski/Ceará SC
Foto: Lance!

Para ele, além da qualidade técnica demonstrada pelos jogadores mesmo com o pouco tempo de trabalho até então, aspectos como personalidade e serenidade em meio ao cenário adverso de sair atrás no marcador fizeram parte de sua análise:

- O primeiro tempo foi estudado. O primeiro tempo que nós tivemos que segurar um pouco. O gol sofrido foi em função do tempo e da velocidade da bola. Mas, nós tivemos personalidade, tranquilidade e serenidade. Começamos a fazer as mexidas no intervalo que se faziam necessárias por desgaste, por desencaixe. E, digo, não se faz milagre no futebol. Só se consegue alcançar sucesso com trabalho. Com a troca de comando é diferente, tem as suas peculiaridades.

- Não tive tempo de trabalhar, não tive tempo de dar treino. Foram quatro treinos de 20 minutos. Mas, esses guerreiros aqui conseguiram assimilar, estão tentando e estão fazendo. E, hoje os gols passaram por essa estratégia, a virada passou por essa estratégia. É mérito exclusivo desses atletas que o Ceará tem que estão honrando essa camisa e querem conquistar algo grande para o torcedor do Vozão - acrescentou.

Mais especificamente sobre o ambiente de 3,6 mil metros de altitude, Marquinhos Santos foi taxativo ao classificar como "desumano" as condições climáticas bem como dicas recebidas do técnico Cuca, atualmente sem clube.

- Quero dar mérito total aos atletas. O grupo de atletas tem sido muito guerreiro desde a minha chegada. é desumano jogar aqui, independente da preparação. O que esses guerreiros correram. Nós sabíamos. Até vou relatar uma conversa que eu tive com o Cuca. Acho que foi o primeiro time brasileiro que venceu aqui, o Atlético-MG com ele no comando, em 2013. Ele deu muitas dicas e o que ele falou foi o que realmente aconteceu e nós estrategicamente preparamos o jogo para isso - destacou o treinador do Ceará.

Antes de decidir sua vida no torneio continental, o Alvinegro de Porangabussu retoma a disputa do Brasileirão onde receber o Internacional, na Arena Castelão, em partida agendada para o próximo sábado (2).

Lance!
Publicidade
Publicidade