2 eventos ao vivo

Fortaleza, de Ceni, e Ceará emprestam jogadores para rival Guarany de Sobral, que dispensou elenco

Com jogo na segunda-feira de manhã, Cearense é retomado e clubes maiores se solidarizam com adversário

13 jul 2020
08h11
atualizado às 21h27
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Após quase quatro meses paralisado em razão da pandemia do novo coronavírus, o Campeonato Cearense volta a ser disputado nesta segunda-feira. A competição estadual só pôde ser retomada graças a ações dos dois principais clubes da região, o Fortaleza e o Ceará. Ambos emprestaram gratuitamente jogadores para o Guarany de Sobral, que está em quarto lugar da tabela e havia dispensado o elenco ainda em março. Além disso, parceria do Ceará com um laboratório forneceu testes de covid-19 para os seis clubes de menor expressão que estão na elite cearense.

O Ceará cedeu sete jogadores do time sub-23 e três profissionais para a comissão técnica do Guarany de Sobral (massagista, auxiliar e preparador de goleiros). "Não temos como jogar sozinhos, estamos tentando ajudar os clubes. É hora de unir forças, amadurecer em relação ao momento e tentar ajudar o futebol a não emperrar", afirmou o presidente do Ceará, Robinson de Castro, em entrevista ao Estadão. O Vovô, como o Ceará é conhecido, jogou nesta segunda-feira, às 9h, e goleou o Barbalha por 5 a 0.

Arena Castelão receberá jogos sem público
Arena Castelão receberá jogos sem público
Foto: Divulgação / Estadão

Já o Fortaleza disponibilizou 13 jogadores para o Guarany de Sobral. "Foi uma maneira de viabilizar o retorno do campeonato. Fizemos esse esforço para que o Guarany tivesse elenco para jogar. Desde quando começo a discutir a volta, com a federação e os clubes, vimos quem estava em situação mais complicada. Fortaleza, Ceará e Ferroviário foram se virando, e fomos vendo a melhor forma de ajudar", disse o presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, ao Estadão.

As equipes foram liberadas para treinar no início de junho. Na avaliação dos dois dirigentes ouvidos pela reportagem, o Campeonato Cearense poderia ter sido retomado anteriormente. Restam duas rodadas para a fase de grupos acabar, além da semifinal e final. Os finalistas serão conhecidos no fim de semana, na maratona de três jogos em apenas sete dias. A partir da próxima semana, tem o início da Copa do Nordeste, que será realizada na Bahia.

"Voltar agora foi fundamental. Se não começasse, não teríamos tempo para terminar o campeonato. Vai apertar um pouquinho, com as finais cavalando com a Copa do Nordeste, mas vamos concluir o campeonato", avaliou o presidente do Ceará.

O presidente do Fortaleza endossou o discurso. "Aqui no nosso Estado poderíamos ter voltado antes, já tinha condição, porque até os shoppings estavam funcionando. Mas entendemos que precisa ter muito cuidado também. Vai ficar muito apertada essa semana de jogos, mas pelo menos é uma forma de salvar o campeonato".

Barbalha utilizará elenco de time da segunda divisão

Vice-lanterna desta segunda fase do Campeonato Cearense e sem chances de se classificar para a semifinal, o Barbalha dispensou elenco e comissão técnica durante a paralisação. Para disputar as duas rodadas finais, o clube firmou parceria com o União, da segunda divisão estadual, que cedeu os jogadores e a comissão comandada pelo técnico Kelvin Freitas.

Como está a tabela

O Ferroviário lidera o Campeonato Cearense, com 13 pontos, mas realizou um jogo a mais do que os principais rivais antes da paralisação do futebol. O Fortaleza está em segundo lugar, com 12 pontos, seguido pelo Ceará, com 11, e Guarany de Sobral, com 10. O quinto colocado, Atlético-CE, tem seis pontos e ainda sonha em conquistar uma vaga na semifinal. Caucaia, Barbalha e Pacajus não têm chances de passar de fase.

Nesta segunda-feira, três jogos serão disputados pela sexta rodada: Barbalha x Ceará (9h), Caucaia x Atlético-CE (14h) e Guarany de Sobral x Fortaleza (18h).

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade