0

CAS inocenta nadador brasileiro Gabriel Silva Santos em caso de doping

14 fev 2020
12h23
atualizado às 16h19
  • separator
  • 0
  • comentários

O nadador Gabriel da Silva Santos está livre para voltar a competir imediatamente após o Tribunal Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) decidir nesta sexta-feira que o atleta não foi culpado ou negligente ao falhar em um teste antidoping em maio.

08/08/2019
REUTERS/Pilar Olivares
08/08/2019 REUTERS/Pilar Olivares
Foto: Reuters

Santos, de 23 anos, testou positivo para o anabolizante proibido Clostebol em um teste no ano passado e foi banido por um ano, a partir de 20 de julho, pela Federação Internacional de Natação (Fina).

À época, um comitê da Fina concluiu que Santos fora contaminado por compartilhar toalhas de banho e produtos com um familiar que havia usado a substância sob prescrição médica.

O CAS informou em um comunicado que "por unanimidade, constatou que, nas circunstâncias deste caso, nenhuma falta ou negligência deve ser atribuída ao atleta pela violação da regra antidoping".

"Consequentemente, o período de um ano de inelegibilidade imposto pelo Painel de Doping da Fina sobre Gabriel Da Silva Santos foi cancelado e não está mais em vigor", acrescentou.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade