PUBLICIDADE
Logo do

Seleção Brasileira

Meu time

Tite diz que Brasil fez um segundo tempo de "alto nível" na vitória sobre a Venezuela

8 out 2021 00h08
ver comentários
Publicidade

Nesta quarta-feira, o Brasil derrotou a Venezuela por 3 a 1, em Caracas, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. A Seleção começou perdendo e teve um primeiro tempo muito ruim, recuperando-se na etapa final e marcando três gols, com Marquinhos, Gabigol, de pênalti, e Antony.

Na visão de Tite, a Venezuela mereceu a vantagem nos primeiros 45 minutos, com o Brasil crescendo apenas após mudanças na equipe. O grande destaque da noite foi Raphinha, que deixou o banco de reservas e deu duas assistências, além de ter trazido velocidade pelo lado direito.

"Nós não tivemos o processo de criação e conclusão, com exceção de dez, 15 minutos, que tiveram uma bola no travessão e dois outros lances. Teve o gol da Venezuela, terminou melhor o primeiro tempo, justificando o placar", disse Tite.

"Tivemos um segundo tempo de alto nível, com a entrada das peças que não só deram os gols, mas também o desempenho", completou.

Tite foi perguntado sobre a insistência com Fabinho e Gerson no meio-campo até o final da partida. De acordo com o treinador, o ex-jogador do Flamengo não pode ser encarado como uma peça defensiva.

"Eu não considero o Gerson um volante. Considero o Gerson um jogador de articulação. Ele teve sua origem como 10, tem jogado adiantado em seu clube. Teve um posicionamento mais avançado, em linhas ofensivas. O Gerson trabalhou muito mais como articulador do que como primeiro ou segundo meio-campista. Por isso, a escolha por ele, e não pelo Fred", finalizou.

Com o resultado, o Brasil foi aos 27 pontos, na liderança das Eliminatórias. O time volta a campo no próximo domingo, para enfrentar a Colômbia, em Barranquilla, às 18h.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade