PUBLICIDADE
Logo do

Seleção Brasileira

Favoritar Time

Tite dá condição para Daniel Alves não ser convocado na Seleção e diz estar 'sempre acompanhando' Fagner

Treinador falou ainda sobre a convocação de Danilo, do Palmeiras, que acabou não sendo utilizado nos últimos amistosos

20 jun 2022 - 16h27
Ver comentários
Publicidade

Poucas posições na Seleção Brasileira ainda estão abertas para a convocação da Copa do Mundo do Qatar. Entretanto, em entrevista ao "Podpah" nesta segunda-feira, o técnico Tite falou sobre a situação do lateral-direito Daniel Alves. Aos 39 anos, o jogador está sem clube depois de deixar o Barcelona e ainda está decidindo o futuro.

Daniel Alves atualmente está sem clube depois de deixar o Barcelona (Foto: Douglas Magno/AFP)
Daniel Alves atualmente está sem clube depois de deixar o Barcelona (Foto: Douglas Magno/AFP)
Foto: Lance!

- O Daniel é extraordinário tecnicamente, é impressionante. Ele tem que cuidar do aspecto físico e da força para estar na plenitude da forma. Brinquei com ele dizendo que só não estaria na Copa se fisicamente não tivesse nas melhores condições e disputando um campeonato em nível alto, mas a culpa seria do Fábio (preparador físico), não minha (risos). A qualidade que tem, o espírito de liderança, os títulos. E jogando em uma função que o permita jogar seu melhor. Quem assiste a Seleção sabe que ele produz, inclusive em uma posição que é confortável para ele produzir bem.

Fora de combate por quase dois meses, Fagner também foi lembrado durante a entrevista. Em resposta à pergunta de um torcedor, Tite admitiu que segue observando o jogador do Corinthians e que ele poderia ter sido chamado se não tivesse se lesionado.

- O Fagner é um dos jogadores que estamos sempre acompanhando e buscando na posição dentro dos selecionáveis - afirmou.

Tite e Cléber Sampaio, seu auxiliar, também falaram sobre Danilo, meio-campista do Palmeiras convocado pela primeira vez nos últimos amistosos. O jogador não chegou a entrar em campo e a comissão da Seleção Brasileira acabou sendo criticada por ter prejudicado do Alviverde.

- O Danilo nós vínhamos convocando atletas do Real Madrid e do Liverpool, que fizeram a final da Champions. O Fabinho vinha há um tempo com problema muscular e seria amadorismo levar ele e o Casemiro sabendo não só do desgaste, mas de quem ganhou que festejaria e quem perdesse viria arrebentado. O Danilo fez por merecer a oportunidade, vem performando no Palmeiras, estava dentro do ranking e do meu monitoramento - afirmou Cléber.

- Foi importante a vinda dele. Chegou meio tímido nos primeiros treinamentos, é normal. Depois no final já mais solto. Mas Casemiro e Fabinho têm os minutos, são referências mundiais. Pude conversar bastante, trocar ideias, conteúdos. É um menino promissor, tem todos os "assessórios" para ser referência. O fato de não ter jogado não é para desfalcar o Palmeiras só, se tivesse um problema com os outros dois, jogaria - completou.

- O processo inicial de todos os jogadores passa por etapas. É a primeira vez dos treinamentos, das relações humanas. Da expectativa que gera, calma que as construções vão acontecendo. Às vezes acham que vai produzir rápido - afirmou Tite.

Lance!
Publicidade
Publicidade