4 eventos ao vivo
Logo do Seleção Brasileira
Foto: terra

Seleção Brasileira

Neymar não vai participar de último treino e vira dúvida

Com dores na região lombar, atacante ficará no hotel fazendo fisioterapia e segue como dúvida para a estreia nas Eliminatórias

8 out 2020
13h03
atualizado em 9/10/2020 às 12h30
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Rodrigo Lasmar, chefe do departamento médico da seleção brasileira, avisou em entrevista coletiva que Neymar não vai participar do último treino da equipe comandada por Tite antes da estreia nas Eliminatórias contra a Bolívia, nesta sexta-feira, às 21h30, na Neo Química Arena, em São Paulo. Assim, o camisa 10, com dores na região lombar, segue como dúvida para o duelo. Hoje, ele vai ficar no hotel fazendo fisioterapia.

Neymar sentiu uma lesão na lombar
Neymar sentiu uma lesão na lombar
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

"Ontem ele não conseguiu treinar. Ele relatou dores na região lombar, sem trauma, durante o aquecimento foi avaliado e retirado do treino. Ele teve pequena melhora de ontem para hoje, mas não temos ainda nem 24h da dor mais intensa. Tivemos deslocamento de ônibus e avião, isso tudo dificultou um pouco o tratamento. Ele não tem condições de treino, vai fazer trabalho intensivo com nosso fisioterapeuta no hotel e vamos aguardar até amanhã para passar posição ao técnico Tite", explicou Rodrigo Lasmar, ao lado do técnico na coletiva.

Assim, Tite terá de aguardar para saber se poderá escalar o principal jogador da seleção. Se o craque do Paris Saint-Germain não estiver disponível, o treinador confirmou que Everton Ribeiro será o titular. O meia-atacante do Flamengo treinou entre os titulares na atividade de quarta-feira, na Granja Comary, em Teresópolis e pode ser utilizado no lado esquerdo, com Everton Cebolinha na outra ponta. O treinador falou sobre as possibilidades com ele em campo.

"Tem alguns aspectos de se usar o jogador com o seu pé dominante no lado correspondente. Isso dá infiltração e alarga o campo. Pé trocado te traz a possibilidade de finalização em média distância. Como usar essas variáveis faz parte das estratégias. Usar o Neymar se relaciona com o uso que se faz dele em seu clube. Mas não queremos engessar os jogadores em suas funções ofensivas. Sou meio ladrão de trabalho dos técnicos, de aproveitar momento e versatilidade, sem ferir características", comentou Tite.

"Quando é pé contrário, você tem mais o jogador dá assistência e da finalização. Trabalhamos com as possibilidades, com diferentes setores em que se pode usar o atleta, mais aberto ou mais agudo, ou flutuador para a assistência. Tem também aquilo que o jogo te permite usar mais", acrescentou o comandante.

O grupo chegou em São Paulo na noite de quarta-feira e na tarde desta quinta-feira faz o último treino de tarde, na Neo Química Arena, estádio do Corinthians e local da partida. A provável escalação de Tite contra a Bolívia tem: Weverton; Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Renan Lodi; Casemiro, Douglas Luiz e Philippe Coutinho; Everton, Everton Ribeiro (Neymar) e Roberto Firmino.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade