PUBLICIDADE
Logo do

Seleção Brasileira

Meu time

Kerolin vibra com artilharia no Torneio de Manaus: "Gratificante"

2 dez 2021 09h24
| atualizado às 09h24
ver comentários
Publicidade

Kerolin terminou o Torneio Internacional de Manaus com quatro gols em três jogos. Artilheira da competição, a atleta da Seleção Brasileira conseguiu vazar a muralha do Chile e anotar um dos gols da equipe na finalíssima de quarta-feira.

"É muito gratificante, eu estou muito feliz. Quero dedicar este momento à minha família, à minha mãe, e quero agradecer também ao grupo por todo o empenho e superação. Sem elas, eu não conseguiria me destacar fazendo gols. Espero que a gente continue nessa crescente e eu sempre vou falar que é uma honra vestir essa Amarelinha aqui", disse a jogadora.

Além do tento na decisão, Kerolin já tinha marcado um gol contra a Índia e dois contra a Venezuela. Na campanha da Canarinho em Manaus, ela foi destaque com sua velocidade e técnica para quebrar as linhas adversárias.

Para a técnica Pia Sundhage, o esquema ofensivo do time ganhou força com a atleta em campo e comemorou o desempenho da atacante.

"A Kerolin é única. Eu tenho conversado e encorajado as jogadoras a irem para o um contra um, e ela é imprevisível. Se ela se mantiver bem fisicamente e continuar a trabalhar sua força, acho que vai ser difícil defender contra ela, porque não importa se você marca por zona, individual, quatro ou cinco na linha de trás. Ela tem a capacidade de vencer a marcadora e tornou a equipe melhor, mais forte. Estou muito satisfeita com o que estou vendo", elogiou a treinadora.

A camisa 21 não deixou de agradecer Marta, que facilitou a vida da novata durante sua adaptação na Seleção. "Não há palavras para a Marta, sério. Ela é um espelho, a gente almeja chegar onde ela chegou, ter o que ela tem. É uma disputa saudável, ela sempre passa essa experiência para a gente e abraça as mais novas", disse.

A artilheira já está pensando nos próximos desafios que o time enfrentará. O primeiro deles será em fevereiro de 2022, no Torneio Internacional da França. Na ocasião, o Brasil encara Holanda e Finlândia, além da anfitriã.

"Agora é continuar trabalhando com foco e dedicação. Foi bom, mas sempre pode melhorar", concluiu.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade